• Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.

    Mateus 5:44,45

  • Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé; pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar; e nada vos será impossível

    .

    Mateus 17:20

  • Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre?

    Lucas 15:4

  • Então ele te dará chuva para a tua semente, com que semeares a terra, e trigo como produto da terra, o qual será pingue e abundante. Naquele dia o teu gado pastará em largos pastos.

    Isaías 30:23

  • As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem;

    João 10:27

prev next

Bem vindos!!

Sejam bem-vindos ao novo site e-cristianismo!! Nosso site foi recentemente invadido, então estamos trabalhando para recuperar o conteúdo. Esperamos terminar esta tarefa em breve.

Verso do dia

Este artigo irá examinar os pontos de vista de Lutero comparados às doutrinas reformadas da predestinação, dando atenção aos slogans calvinistas da depravação total, eleição incondicional, expiação limitada, vocação eficaz e perseverança. Enquanto a teologia de Lutero pode ser teologia da Reforma, ela não é teologia reformada.

Eu sempre aviso católicos romanos a serem cuidadosos com o Conversas à Mesa de Lutero. O Conversas à Mesa é uma coleção de comentários de Lutero escritos por estudantes e amigos de Lutero. Assim, não é oficialmente um escrito de Lutero e não serve de base para interpretar sua teologia.

Por ser a morte uma partida deste mundo e de todos os seus negócios, é necessário que o homem organize seus bens temporais, como for apropriado ou como pretende administrá-los, para que depois de sua morte não fique nenhuma razão de disputa, discórdia ou até mesmo uma dúvida na família do falecido. Esta é uma partida corporal ou exterior deste mundo; aqui posses e bens são deixados.

Por amor à verdade e no empenho de elucidá-la, discutir-se-á o seguinte em Wittenberg, sob a presidência do reverendo padre Martinho Lutero, mestre de Artes e de Santa Teologia e professor catedrático desta última, naquela localidade. Por esta razão, ele solicita que os que não puderem estar presentes e debater conosco oralmente o façam por escrito, mesmo que ausentes. Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Esta é uma triste mas interessante ironia sobre a história da Reforma - muitos querem ou clamar por Lutero ou desonrá-lo. Para um homem tão desprezado por tantos grupos, é irônico como aqueles com uma visão particular acham que se eles apelarem a Lutero, de uma forma ou outra a grande maioria da Cristandade Protestante irá levá-los a sério. De outro lado, aqueles desejando se distanciar do Protestantismo histórico apelam da mesma forma a Lutero; eles argumentam que Lutero era imoral, então o Protestantismo é fraudulento. Ambos métodos são fúteis.

Foi na questão da eucaristia, entretanto, que Lutero se achou envolvido nas controvérsias mais amargas e prolongadas, não somente com católico-romanos, mas também com os reformadores mais extremados, e mesmo com os reformadores suíços relativamente moderados.

O santo Sacramento do Altar e do santo e verdadeiro Corpo de Cristo também contém três coisas que é preciso saber: a primeira é o sacramento ou sinal; a segunda, o significado desse sacramento; a terceira, a fé nessas duas coisas; pois em todo sacramento deve haver essas três coisas. O sacramento deve ser exterior e visível, em uma forma ou espécie corporal. O significado deve ser interior e espiritual, no espírito da pessoa. A fé precisa juntar esses dois, de modo que tragam proveito e sejam praticados.

Nos anos 60, um estudioso católico romano alvejou o fato geralmente aceito da Reforma: o pregar das 95 Teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg. O livro de Erwin Iserloh, The Theses Were Not Posted: Luther Between Reform and Reformation, desafia este aspecto dramático da história de Lutero. Ele mantém que as 95 Teses não foram pregadas à porta da igreja de Wittenberg, mas ao invés disto foram enviadas a superiores eclesiásticos particulares.

A tradução portuguesa aqui foi baseada no texto alemão apresentado na obra de Phillip Schaff, Creeds of the Evangelical Protestant Churches. Segundo Phillip Schaff, este texto foi obtido da terceira edição, que apareceu em Wittenberg, 1531, e que foi acuradamente republicado pelo Dr. Schneider, Berlin, 1853.

Página 1 de 2

Últimos artigos

Assuntos principais

Últimos comentários