• Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.

    Mateus 5:44,45

  • Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé; pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar; e nada vos será impossível

    .

    Mateus 17:20

  • Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre?

    Lucas 15:4

  • Então ele te dará chuva para a tua semente, com que semeares a terra, e trigo como produto da terra, o qual será pingue e abundante. Naquele dia o teu gado pastará em largos pastos.

    Isaías 30:23

  • As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem;

    João 10:27

prev next

Bem vindos!!

Sejam bem-vindos ao novo site e-cristianismo!! Nosso site foi recentemente invadido, então estamos trabalhando para recuperar o conteúdo. Esperamos terminar esta tarefa em breve.

Verso do dia

"Salve Maria"! Uma saudação para reis?

Escrito por  Gustavo

maria e o anjo

Há algum tempo escrevemos nosso texto sobre Maria ser “cheia” de graça, e ficamos felizes por contribuir para enriquecer a discussão sobre o assunto. Obviamente surgiram várias respostas, muitas das quais já tratamos no próprio texto. Mas há algumas que precisam de maiores esclarecimentos, por isto resolvemos dar continuidade à discussão aqui.

Entre estas respostas, um vídeo1 chamou a atenção por apontar algo que não tínhamos visto previamente nesta discussão: que a saudação do anjo, “Salve Maria”, seria uma saudação direcionada exclusivamente para reis.


Salve: Uma saudação para reis?

O autor do vídeo faz a seguinte afirmação no minuto 19:25:

Não importa, o importante é que, como eles fazem a saudação, e Lucas quer passar isso, é o que, que quando o anjo está saudando Maria, ele está saudando a realeza de Maria… Por que ela ia se tornar rainha.

Aparentemente ele está se baseando em informações passadas a ele por outro católico, que ele apresenta aos 5:40 de vídeo. A informação que é apresentada é que χαιρε na verdade seria uma saudação exclusiva para reis e rainhas. Ele ainda acrescenta que a palavra é sempre usada para se dirigir a um superior, apontando para os textos onde os soldados zombam de Jesus, antes da crucificação.

Primeiramente, concordamos com o autor do vídeo no que diz respeito ao idioma. Lucas é o escritor inspirado e ele usou o grego para descrever o relato. Mudar o idioma não muda o fato do anjo fazer uma saudação e comunicar a Maria que ela daria a luz ao Filho de Deus.  Ninguém deveria argumentar que o anjo falou em aramaico para responder esta questão.

No entanto χαιρε não tem o significado que o autor do vídeo quer defender. A palavra usada pelo anjo é o imperativo de χαίρω, alegrar-se. O Léxico Grego-Português do Novo Testamento baseado em domínios semânticos, por exemplo, define a palavra quando usada para saudações como:

fazer uso de uma saudação formal, com a implicação de um voto de felicidade para a pessoa que recebe a saudação - “Salve!, viva!”2.

A BDAG também define a palavra quando usada em saudações da seguinte forma:

No imperativo, uma saudação formalizada desejando o bem a outro, também no indicativo, usar tal como uma saudação3.

A BDAG também adiciona no mesmo verbete que a saudação é frequente no encontro de pessoas, listando Homero, o Testamento de Abraão, etc., como exemplos do mesmo uso. Mas não há nenhuma indicação de que ela seja exclusiva para reis ou para superiores. Tanto é que, embora a fonte do vídeo nos diga que ela só é aplicada a reis, temos outros exemplos da mesma saudação sendo direcionada a pessoas comuns:

(Mt 28:9) E eis que Jesus veio ao encontro delas e disse: Salve! E elas, aproximando-se, abraçaram-lhe os pés e o adoraram.

Tirando a dúvida com o texto de Jerônimo, podemos ver que se trata mesmo da mesma saudação.

(Mt 28:9)  et ecce Iesus occurrit illis dicens havete illae autem accesserunt et tenuerunt pedes eius et adoraverunt eum

O termo é usado também em despedidas de cartas:

(2Co 13:11) Quanto ao mais, irmãos, adeus! Aperfeiçoai-vos, consolai-vos, sede do mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz estará convosco.

Assim, o termo não era usado da forma que alegam o autor do vídeo e sua fonte.

Cheia de Graça = Pura?

Mencionamos isto no texto anterior, mas de forma breve. Aparentemente esta é a confusão maior feita com o termo “cheia de graça”: achar que ser agraciada é ser pura, sem pecados, imaculada. Aliando esta confusão com a explicação que demos sobre o perfeito, o novo argumento foi formado: Maria teria sido “purificada” ou tornado-se “pura” no passado, e esta condição persiste até o momento que o anjo a visita.

Voltemos novamente ao verbo χαριτόω. O Léxico Grego-Português do Novo Testamento baseado em domínios semânticos o define como:

ser bondoso com alguém, com a implicação de que a pessoa bondosa faz isso gratuitamente – “ser bondoso com, ser gracioso com, conceder gratuitamente, graça, bondade”4.

A BDAG também define o verbo com as seguintes palavras:

Causar ser o recipiente de um benefício, dar favor a, favorecer amplamente, abençoar5.

Assim, o verbo quer dizer na verdade que alguém fez alguma bondade ou generosidade e alguém foi o recipiente desta… Como o particípio está no passivo, é Maria que foi a recipiente do favor, da bondade, da generosidade. O texto não fala que ela é pura, sem pecado. Ele diz que ela recebeu um favor.

Qual o favor recebido por Maria? O texto deixa isto bem claro:

(Lc 1:30-31) Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça (χαριν) diante de Deus, E eis que em teu ventre conceberás, e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus.


A graça que Maria recebeu é a de ser a mãe de nosso Senhor, e o texto deixa isto bem claro. Note como Lucas usa uma palavra cognata para este fim.

Conclusões

Muitos dos argumentos oferecidos contra nosso primeiro texto envolviam o mau entendimento sobre o significado do verbo χαριτόω. Tanto é que o autor do vídeo que tratamos aqui explica o uso deste verbo em Eclesiástico como sendo aplicado a Jesus, o único que poderia ser considerado “cheio de graça”. O mesmo mau entendimento levou os católicos a tentarem explicar por que Estêvão estaria cheio de graça em Atos 6:8, onde a explicação que encontramos é que ele teve uma “graça temporária”, enquanto que Maria tinha uma graça “permanente”.

Não havíamos incluído o texto de Estêvão na discussão por que nosso primeiro texto explicava o tempo perfeito usado para a saudação de Maria e aqui não temos o perfeito. Mas é um texto muito interessante para a discussão. Afinal de contas, os católicos dão muita ênfase à palavra “cheia”, ao ponto de tentar explicar como ela se origina do tempo perfeito de χαριτόω. Mas aqui em Atos, o mesmo Lucas emprega literalmente a palavra “cheio” (πληρης), que é traduzido por Jerônimo como:

(At 6:8) Stephanus autem plenus gratia et fortitudine faciebat prodigia et signa magna in populo

Temos assim que Estêvão é chamado de “cheio de graça” tanto pelo autor inspirado quanto por Jerônimo, enquanto que Maria é chamada de “cheia de graça” somente por Jerônimo. No entanto, os católicos concluem que a graça temporária é a de Estêvão, não a de Maria… O que antes era justificado simplesmente pelo emprego da expressão “cheio(a) de ...” agora não é mais.

Esperamos então melhorar ainda mais as discussões sobre este tema, e que todos possam perceber que entender graça como um favor dado por Deus às pessoas é a interpretação mais coerente de todos estes textos.

Notas

1. O vídeo pode ser encontrado em https://www.youtube.com/watch?v=prp8mrjOJxo

2. Léxico Grego-Português do Novo Testamento baseado em domínios semânticos, pág. 351. Sociedade Bíblica do Brasil.

3. A Greek-English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature, pág. 1075.

4. Léxico Grego-Português do Novo Testamento baseado em domínios semânticos, pág. 667. Sociedade Bíblica do Brasil.

5. A Greek-English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature, pág 1081.

Ler 896 vezes
Avalie este item
(1 Votar)

Comentários   

-1 #13 Neilom 31-03-2018 17:40
Citando Luiz:
Oi Neilom

Esta resposta é em relação ao seu comentário do dia 16/01/18 de 11:00

Em relação a Santa Encarnação de Jesus , foi também o próprio Jesus sendo ainda só e somente 100% Deus juntamente com o Santo Deus Pai e Santo Deus Espírito Santo que decidiram que Deus Jesus viria e se fizesse carne e para que isso fosse possível prescisava ser estabelecido e aceito pelas Três Santas Pessoas que Maria fosse Imaculada pois a Santíssima Trindade prepararia tudo para que isso acontecesse. Pelo que eu entendi do seu comentário você admitiu pelo mesmo a priori a possibilidade de Deus poder preservar Maria do pecado porém argumenta que o próprio Deus poderia fazer isso estando dentro de Maria mesmo ela sendo maculada.

De fato, Deus tem Poder para isso sim, mas aí entra um outro questionamento se Deus pode se auto preservar do pecado dentro de um corpo maculado Ele não poderia antes preservar Maria do pecado? Aí entra a questão do SANTO FATOR IMPEDITIVO, e também tem uma outra questão importantíssima que é se Deus Espírito Santo habita nos crentes no Senhor e Ele é Imaculado então logo Deus tem poder de se auto proteger do pecado impedindo que o pecado entre nEle, mas nenhuma crente no Senhor teve Jesus em carne em totalidade dentro de si, mas o assunto continua pois se só Deus Espírito Santo é capaz de evitar o pecado quanto mas as Três Santas Pessoas agindo em Perfeita e Santa Harmonia dentro de Maria, e ainda tem mais se a Graça de Deus foi tão especial em Maria então só essa Graça Santificante poderia impedir que o pecado de Maria entrasse em Jesus, porém os crentes no Senhor embora Cheios de Graça não tiveram a Graça de Maria que foi diferente pois para fazer ela ser Imaculada tem que ser diferente da mesma forma a ação da Santissíma Trindade foi diferente e observe que a Virtude de Deus cobriu ela ( Lucas 1:35), o Espírito Santo agiu dentro dela de maneira única Jesus Divino entrou nela já sendo Deus e foi gerado o Corpo de Santo Homem Jesus Imaculado ( Mateus 1:20) todas essas particularidades pedem algo diferente que é um corpo Imaculado ou seja foi tudo preparado antes, e voltando a ação impeditiva de Deus no caso dos crentes no Senhor a ação é Impeditiva e no caso de Maria o impedimento foi ANTES ou seja Deus IMPEDIU que o pecado entrasse em Maria ou melhor foi a Santíssima Trindade que IMPEDIU e foi uma ação IMPEDITIVA PARTICIPATIVA pois Maria participou com o seu corpo e só teve participação dela pois ANTES Deus IMPEDIU que o pecado entrasse nela.

Ainda no caso de Maria tem uma questão muito importante que é Jesus sendo Deus poderia ter evitado que o pecado entrasse nela ou só a Graça também ou só o Espírito Santo ou até mesmo só Deus Pai com a Sua Santa Virtude Pai mas as 3 Santas Pessoas agiram de forma única e mais a Graça Santificante agiram pois antes tinham concordado em agir assim. A Santíssima Trindade antes agiu de forma conjunta IMPEDINDO que o pecado entrasse em Maria da mesma forma por ocasião de Maria ter Jesus também agiu em conjunto e em perfeita e santa harmonia e comunhão pois ANTES já havia concordado com isso foi um PROCESSO. Agora voltando no caso dos demais crentes no Senhor o Espírito Santo IMPEDE que o pecado entre nEle e neste caso de impedir que o pecado entre é somente uma ação impeditiva mas isso não significa que os crentes no Senhor não participem com suas boas ações enquanto pessoas para a salvação porém no caso de Maria a participação dela foi com o fato dela ser Imaculada e isso diferencia ela dos demais crentes no Senhor e isso não impede dela depois ter continuado sua vida participando da vontade de Deus praticando santas e boas obras e seguindo o Santo Evangelho e só lembrando antes ela já participava em harmonia com a vontade de Deus em boas e santas obras e obediência a Deus pois a Graça já estava nela.

Embora realmente todos os crentes no senhor sejam cheio de Graça, a Graça de Deus é um aspecto impessoal de Deus ,e Cada uma das três Santíssima Pessoas são logicamente e obviamente seres Pessoais, e embora o Santo Deus Espírito Santo seja sim um ser Pessoal mas nenhum crente é “mãe de Deus Espírito Santo” mas Maria é mãe de Santo Deus Jesus e Santo Homem Jesus e como as Três Santas Pessoas obviamente são Seres Pessoais e a Graça, a Virtude de Deus e o Poder de Deus são naturalmente aspectos impessoais de Deus e estão submetidos a Seres Pessoais e Maria sendo um ser pessoal receberia um ser Pessoal ( Jesus) e aí tem o argumento que o Espírito Santo é Pessoal e o Mesmo habita nos crentes no Senhor mas Maria com o seu corpo participou da formação do Santo Corpo material de Jesus Humano Imaculado pois o Cristianismo Evangélico ensina que o Verbo se fez carne e então o entendimento é que Seres Pessoais( Santíssima Trindade) agem em um ser pessoal ( Maria) para gerar um ser pessoal em carne( Jesus) se utilizando de aspectos impessoais Divinos e para isso Maria teve um corpo Imaculado que faz parte logicamente da pessoa dela.

Então da mesma forma que se compreende corretamente que o Santo Verbo habitou entre nós ( João 1:14) antes o Verbo habitou em Maria pois se Ele habitou em um mundo pecador antes Ele para ter tal Missão de salvar a humanidade deveria vir de uma habitação pura e santa ( Maria imaculada) pois Ele veio de um lugar puro e santo ( Santo Céu).

Abraço

Luiz









Olá Luiz! Enquanto você não entender, que o contato de Deus com o ser humano, após a queda, constitui inteiramente em um ato de graça, e isso implica, que todos após a queda, constitui pecadores diante dele(você continuará no campo da especulação). No grande dia, não terá um ser purificado, que não tenha sido pelo sangue do cordeiro, ou seja, que não tenha lavado suas vestiduras no seu sangue. E isso implica, que todos estes, foram pecadores. Existe o ato ordinário, onde diz que todos pecaram, mas isso não impede que venha surgir atos extraordinários. O problema, é que em atos extraordinários, não ficaram alheio aos escolhidos de Deus, ou seja, aos seus profetas e assim, alheio as escrituras. Um ato extraordinário, implica em revelação, em algo a vir a tona e ser manifesto; Como por exemplo, o nascimento virginal de Cristo, onde uma jovem virgem, iria conceber. A imaculada conceição, onde TODOS, em pecados, por suas mães são concebidos, não poderia um ato EXTRAORDINÁRIO dessa magnitude, ficar alheia aos profetas e as escrituras, onde, ORDINARIAMENTE, TODOS, pecaram e só depois de um milênio e meio depois de Cristo, o Papa Pio, vir a pública dizer que é uma revelação de Deus. Nos poupe Luiz, de suas especulações, de algo que Deus, não fez, e por fim, não revelou. De contos, já bastam, Papai Noel, etc. De vigaristas, já bastam, O Lula, Temer, etc.

Aqui encerro contigo! Fica na paz!
Citar
0 #12 Luiz 09-02-2018 19:56
Oi Neilom

Esta resposta é em relação ao seu comentário do dia 16/01/18 de 11:00

Em relação a Santa Encarnação de Jesus , foi também o próprio Jesus sendo ainda só e somente 100% Deus juntamente com o Santo Deus Pai e Santo Deus Espírito Santo que decidiram que Deus Jesus viria e se fizesse carne e para que isso fosse possível prescisava ser estabelecido e aceito pelas Três Santas Pessoas que Maria fosse Imaculada pois a Santíssima Trindade prepararia tudo para que isso acontecesse. Pelo que eu entendi do seu comentário você admitiu pelo mesmo a priori a possibilidade de Deus poder preservar Maria do pecado porém argumenta que o próprio Deus poderia fazer isso estando dentro de Maria mesmo ela sendo maculada.

De fato, Deus tem Poder para isso sim, mas aí entra um outro questionamento se Deus pode se auto preservar do pecado dentro de um corpo maculado Ele não poderia antes preservar Maria do pecado? Aí entra a questão do SANTO FATOR IMPEDITIVO, e também tem uma outra questão importantíssima que é se Deus Espírito Santo habita nos crentes no Senhor e Ele é Imaculado então logo Deus tem poder de se auto proteger do pecado impedindo que o pecado entre nEle, mas nenhuma crente no Senhor teve Jesus em carne em totalidade dentro de si, mas o assunto continua pois se só Deus Espírito Santo é capaz de evitar o pecado quanto mas as Três Santas Pessoas agindo em Perfeita e Santa Harmonia dentro de Maria, e ainda tem mais se a Graça de Deus foi tão especial em Maria então só essa Graça Santificante poderia impedir que o pecado de Maria entrasse em Jesus, porém os crentes no Senhor embora Cheios de Graça não tiveram a Graça de Maria que foi diferente pois para fazer ela ser Imaculada tem que ser diferente da mesma forma a ação da Santissíma Trindade foi diferente e observe que a Virtude de Deus cobriu ela ( Lucas 1:35), o Espírito Santo agiu dentro dela de maneira única Jesus Divino entrou nela já sendo Deus e foi gerado o Corpo de Santo Homem Jesus Imaculado ( Mateus 1:20) todas essas particularidades pedem algo diferente que é um corpo Imaculado ou seja foi tudo preparado antes, e voltando a ação impeditiva de Deus no caso dos crentes no Senhor a ação é Impeditiva e no caso de Maria o impedimento foi ANTES ou seja Deus IMPEDIU que o pecado entrasse em Maria ou melhor foi a Santíssima Trindade que IMPEDIU e foi uma ação IMPEDITIVA PARTICIPATIVA pois Maria participou com o seu corpo e só teve participação dela pois ANTES Deus IMPEDIU que o pecado entrasse nela.

Ainda no caso de Maria tem uma questão muito importante que é Jesus sendo Deus poderia ter evitado que o pecado entrasse nela ou só a Graça também ou só o Espírito Santo ou até mesmo só Deus Pai com a Sua Santa Virtude Pai mas as 3 Santas Pessoas agiram de forma única e mais a Graça Santificante agiram pois antes tinham concordado em agir assim. A Santíssima Trindade antes agiu de forma conjunta IMPEDINDO que o pecado entrasse em Maria da mesma forma por ocasião de Maria ter Jesus também agiu em conjunto e em perfeita e santa harmonia e comunhão pois ANTES já havia concordado com isso foi um PROCESSO. Agora voltando no caso dos demais crentes no Senhor o Espírito Santo IMPEDE que o pecado entre nEle e neste caso de impedir que o pecado entre é somente uma ação impeditiva mas isso não significa que os crentes no Senhor não participem com suas boas ações enquanto pessoas para a salvação porém no caso de Maria a participação dela foi com o fato dela ser Imaculada e isso diferencia ela dos demais crentes no Senhor e isso não impede dela depois ter continuado sua vida participando da vontade de Deus praticando santas e boas obras e seguindo o Santo Evangelho e só lembrando antes ela já participava em harmonia com a vontade de Deus em boas e santas obras e obediência a Deus pois a Graça já estava nela.

Embora realmente todos os crentes no senhor sejam cheio de Graça, a Graça de Deus é um aspecto impessoal de Deus ,e Cada uma das três Santíssima Pessoas são logicamente e obviamente seres Pessoais, e embora o Santo Deus Espírito Santo seja sim um ser Pessoal mas nenhum crente é “mãe de Deus Espírito Santo” mas Maria é mãe de Santo Deus Jesus e Santo Homem Jesus e como as Três Santas Pessoas obviamente são Seres Pessoais e a Graça, a Virtude de Deus e o Poder de Deus são naturalmente aspectos impessoais de Deus e estão submetidos a Seres Pessoais e Maria sendo um ser pessoal receberia um ser Pessoal ( Jesus) e aí tem o argumento que o Espírito Santo é Pessoal e o Mesmo habita nos crentes no Senhor mas Maria com o seu corpo participou da formação do Santo Corpo material de Jesus Humano Imaculado pois o Cristianismo Evangélico ensina que o Verbo se fez carne e então o entendimento é que Seres Pessoais( Santíssima Trindade) agem em um ser pessoal ( Maria) para gerar um ser pessoal em carne( Jesus) se utilizando de aspectos impessoais Divinos e para isso Maria teve um corpo Imaculado que faz parte logicamente da pessoa dela.

Então da mesma forma que se compreende corretamente que o Santo Verbo habitou entre nós ( João 1:14) antes o Verbo habitou em Maria pois se Ele habitou em um mundo pecador antes Ele para ter tal Missão de salvar a humanidade deveria vir de uma habitação pura e santa ( Maria imaculada) pois Ele veio de um lugar puro e santo ( Santo Céu).

Abraço

Luiz
Citar
-2 #11 Neilom 07-02-2018 10:47
Olá Luiz! O chato em debater este tema com vcs, é que vcs enchem linguiça demais, especulam muito. Não precisa de textos enormes, pois assim, vc vence pelo cansaço. Este vai ser o meu último comentário.

A imaculada conceição, é uma doutrina antibíblica, ela fere a justiça de Deus, a qual por Ele, foi determinada, que pela fé no seu Cristo, o pecador seria declarado justo. A JUSTIÇA DE DEUS, ENTRA, ONDE HOUVE PECADO. Jesus, é fruto do pecado( herdou a natureza humana e não a culpa), pois ele( o pecado) é causa da redenção de Cristo, na terra. Maria, ao ser por Deus, JUSTIFICADA, estava apta e credenciada para ser a mãe de seu Salvador e isso, jamais implicou em ser imaculada em sua conceição, haja vista, que Jesus, foi gerado pelo Espírito Santo em seu ventre e declarado filho de Deus. Jesus não é da semente do homem, mais da mulher, por geração do Espírito Santo. A JUSTIÇA DE DEUS, FEZ DE ABRAÃO SEU AMIGO, e a promessa do redentor, sairia de seus lombos. Essa promessa, é fruto da JUSTIÇA DE DEUS MEDIANTE A FÉ, onde pelo descendente de Abraão, Deus JUSTIFICARIA o pecador, por meio da fé. Assim, a JUSTIÇA VEIO, ONDE HOUVE PECADO. Deus. Jesus em Maria, é fruto desse ato, que jamais IMPLICOU EM SE PRESERVAR O HOMEM DO PECADO, mais sim, JUSTIFICANDO-O, DO SEU PECADO, que é nada mais nada menos, do que remove-lo, mediante a cruz.

Assim, encerro, meus comentários, com vc, sobre este tema, visto, que vc me cansa, com seus textos enormes, cheios de especulações e sentimentalismo mariano, sem fim. Abraços, fica com Deus.
Citar
+1 #10 Luiz 04-02-2018 00:36
Oi Neilom
Esta resposta é em relação ao seu comentário do dia 16/01/2018 de 10:18.

Bom aí é a sua opinião da mesma forma que você ao examinar as Sagradas Letras teve uma interpretação sua, dá a impressão que você na sua interpretação fica limitado as Letras sem contudo captar o que realmente sustenta as Letras Sagradas que é justamente a Perfeita e Santa Ação de Deus que é Espiritual não só na Bíblia mas na Santa Igreja( Santo Corpo de Cristo). A justiça de Deus se realizou de forma visível quando Deus veio a terra em carne e para que isso fosse possível teria que ter um ser humano 100% Humano para dar início ao Santo Ministério ao Santo Processo e Maria tem uma participação essencial e veja a Doutrina da Imaculada Conceição não significa ir além do que está escrito muito pelo contrário significa ir precisamente e exatamente na base Espiritual das Sagradas Escrituras.

A Bíblia vem da Mente de Deus e só depois os santos crentes ( Santa Tradição ) de muitas épocas passam isso para aspecto material mas essencialmente a compreensão é espiritual e realmente NÃO ESTÁ ESCRITO a expressão Imaculada Conceição e isso significa que não está de forma explícita mas a ideia da Doutrina está implícita na Bíblia e é possível entender com algumas passagens bíblicas e com a correta compreensão. Então veja como a Ação de Deus >Sagradas Escrituras logo as Santas Escrituras não são a autoridade a autoridade é a Ação de Deus. Não nego que as Sagradas Escrituras são também a Palavra de Deus , mas a expressão Palavra de Deus significa o Santo Agir de Deus no Santo Corpo de Cristo e teve esse Agir no Antigo Testamento também conforme Romanos 3:2 e veja o Agir de Deus em São Noé, São Abrãao e São Enoque antes da Lei dada a São Moisés. O fato de ESTAR ESCRITO sobre a justificação do pecador não anula nunca a Doutrina da Imaculada Conceição.

Observemos que é usada a palavra “ agora” ora isso indica o tempo de Deus, Deus agindo, i. e. tudo no seu tempo e é um processo uma seqüencialidade e Deus ter preservado Maria do pecado fez parte da Santa vontade de Deus Pai e veja o próprio Deus Jesus concordou com tal preservação pois tudo seguiu um processos santo com um propósito bem definido e estabelecido por Deus. A Lei e os santos profetas apontam para Jesus da mesma forma que compreender corretamente Maria e sua posição na Santa Igreja aponta para Jesus e a oração da Ave-Maria ou como eu aceito chamar também de Salve Maria aponta para Jesus. Existe então uma harmonia na Lei, no santos profetas e em Maria que apontam para Jesus.

Temos a palavra “diferença” realmente não há diferença entre os pecadores no sentido que todos são pecadores mas com Maria foi diferente e justamente essa compreensão tem que ter pois veja se Jesus se manifestou logo foi em carne e Maria foi importantíssima nisso.
Obviamente cada ser humano tem uma individualidade uma personalidade e além disso Jesus Santo Deus e Santo Homem tinha a Grande diferença em relação a todos os seres humanos e Maria foi planejada para ser diferente pelo próprio Jesus antes de vir ao mundo estando em totalidade 100% Divino juntamente com Santo Deus Pai e Santo Deus Espírito Santo concordaram entre si de fazer Maria Imaculada ou seja fazer nela toda uma estrutura para ela ser sem pecado e aí reside nela a diferença pois para haver santa interação e santa harmonia enquanto Jesus como Santo Deus e Santo Homem estava dentro do corpo dela e tal característica é essencial e isso a diferencia dos demais santos e santas. Então assim raciocinando acontece harmonia perfeita pois Jesus tendo uma DIFERENÇA interage com Maria feita com uma Diferença ou seja ser Imaculada.

Todos os que o pecado atingiu prescisam sim da Glória de Deus, quando Jesus estava só 100% Divino Ele juntamente com Santo Deus Pai e Santo Deus Espírito Santo em concordância visto que Jesus tinha Glória no Santo Céu tal Glória fazia parte de Maria ser Imaculada.

Meu caro somente citar passagens bíblica é válido mas não é suficiente se faz necessário antes se entender o que se le e o que se passa para as pessoas então observe a passagem que você escreveu que é Romanos 3: 21-26 fala da Graça,fé, justiça de Deus e fala também no Sangue de Jesus tudo isso se aplicou em Maria de uma maneira completamente diferente veja Maria foi chamada de Agraciada e tal palavra entrou diretamente na pessoa dela e a Graça, fé e justiça de Deus fazem parte integrante de Maria, e ela já tinha fé nos plano de Deus pois ela mesma se declara serva do Senhor e a Justiça de Deus se aplicou na vida dela sim com certeza e a questão do Sangue que lembra a remissão devemos lembrar que para haver remissão ANTES Jesus teve que derramar Seu Preciosíssimo Sangue e isso lembra a relação entre Maria e o Sangue de Jesus ou seja o Corpo de Jesus dentro de Maria e ali começou o processo do Sangue de Jesus ir se formando no Corpo dEle que depois no tempo oportuno faria a remissão e redenção dos pecadores e aí é que entra a questão de “ todos pecaram” ou seja “todos” que tinham, tem e terão pecados. É o Sangue de Jesus que DETERMINA a remissão dos pecados da mesma forma que foi o próprio Santo Deus Jesus juntamente com o Santo Deus Pai e com o Santo Deus Espírito Santo que antes de vir ao mundo DETERMINARAM que Maria fosse Imaculada.

Pelo que eu entendi do seu comentário se Maria é filha de Abrãao logo ela não é Imaculada, na verdade isso seria um dos argumentos contra o fato dela ser Imaculada, mas o fato de Maria ser descendente de São Abrãao em nenhum momento nega que ela seja Imaculada. Maria tem a mesma de fé de São Abrãao e a Graça, a fé, a justiça de Deus e a salvação em Maria foram determinadas por Deus e como eu expliquei acima inclusive pelo próprio Santo Deus Jesus em Perfeita concordância com o Santo Deus Pai e com o Santo Deus Espírito Santo. E a questão da redenção e da remissão estão relacionadas com o Santíssimo Sangue de Jesus e Deus quer que todos os seres humanos sejam salvos e assim dia seja imaculados e quando um ser humano aceita Jesus como Único e Suficiente Senhor e Salvador logicamente aceita o Santo Sacrifício na cruz que consumou definitivamente a Santa Obra pois Jesus perdeu Seu Sangue mesmo antes de ser crucificado foi um PROCESSO e observe a questão da anterioridade aí, e o Sangue de Cristo e se torna justo e salvo e Deus tornou Maria justa e salva pois evitou que o pecado entrasse nela ou seja o objetivo da Santíssima Trindade é este que os pecadores se tornem salvos e justificados e Maria também da mesma forma que o Santo Deus Espírito Santo gerou em Maria Jesus e tal Corpo tinha Sangue mas para isso foi necessário um corpo de um ser humano que participasse de tal PROCESSO e Deus preparou o corpo de Maria por um PROCESSO.
A sua citação sobre Maria ter a fé é muito oportuna e importante pois observe que os santos e santas crentes no Senhor citados no Livro de Hebreus 11 pertencem ao Antigo Testamento o qual apontou para Cristo, cada um com o sua santa missão em tempos diferentes da mesma forma que Maria teve uma missão única já no Novo Testamento e mesmo não estando escrito explicitamente você chegou a conclusão que Maria foi uma heroína da fé e da mesma forma que não está escrito que ela foi uma heroína da fé não está escrito que ela foi Imaculada mas a correta compressão da Sagrada Escrituras leva a Santa Igreja a chegar a tal conclusão.

Uma outra questão muito importante é que Maria é descendente de Abrãao também no espírito e isso está relacionado ao lindo cântico em Lucas 1:46-47 onde ela fala da “alma dela” e “espírito dela’ e aí teve o SIM ( Lucas 1:45) dela onde a Bíblia mostra a fé que ela já possui então é verdade que ela descendia de São Abrãao também no “ espírito” e tinha sim a mesma fé dele e não poderia ser diferente e conforme eu escrevi antes isso não nega o fato dela ser Imaculada pois as palavras “fé” e “espírito” em relação a São Abrãao fazem sim a ligação da descendência mas nunca nega a Imaculada Conceição nela e até fato dela ser descendente de São Abrãao é um processo de gerações de crentes no Senhor que preparou a vinda do Salvador e observe também que as palavras “alma” e “espírito” aplicadas à Maria indicam a totalidade dela e ela teve Jesus em totalidade em seu corpo e isso corrobora para ela ser Imaculada pois a totalidade ela deveria estar em perfeita e santa harmonia e comunhão com Santo Deus e Santo Homem Jesus Imaculado por Excelência.

Um abraço

Luiz
Citar
0 #9 Luiz 31-01-2018 00:18
Bom continuando

Na verdade é a sua opinião do que você entende das Sagradas Letras que faz você chegar a conclusão que não existe sentido em Deus evitar o pecado e observe que você colocou o caso específico de Maria junto como todos os homens e não é isso que a Bíblia apresenta ou seja não é isso que a compreensão mostra. A ideia que Deus só tira e redime os pecados é uma interpretação aplicada naturalmente aos que tinham e tem pecados. Maria já possuia a Graça Santificante e isso já a justificou então ela já era justa, e observe o Sacrifício de Jesus foi justamente no Santo Corpo dEle e ela interagiu com Ele quando Ele estava dentro dela inclusive com o Santo Corpo dEle e para isso foi tudo preparado por Deus de forma minuciosa e tem mais uma questão na Eternidade pré-criação a Sacratíssima e Santíssima Trindade entraram em santo acordo para evitar que o pecado atingisse Maria e veja inclusive o Santo Deus Jesus aceitou preserva-la pois foi uma Santa Ação da Santíssima Trindade em Santa Harmonia e Perfeita Comunhão. A Imaculada Conceição é uma das provas que Deus é o Projetista Inteligente pois Ele projetou isso de forma excelente.

Maria ter chamado Jesus de Salvador dela não significa em momento nenhum que ela não poderia ser Imaculada e que Deus não poderia ter EVITADO o pecado de entra nela, Deus está acima de todas as coisas inclusive do que está escrito pois é a Ação dEle que determina a correta compreensão. Maria não foi,não é e nunca será uma deusa ou uma divindade logo ela prescisa da Salvação de Deus sim.

E já que você falou em harmonia a passagem que você citou sobre o Cordeiro tirar o pecado do mundo isso foi dito por João Batista em João 1 : 29 e observe que a passagem que Maria fala que Deus é o Salvador dela está em Lucas 1 : 47 e vejamos também que no próprio Evangelho de Lucas 1:41 ; 44 o próprio João Batista “ salta de alegria”, então nas duas passagens João Batista participa e aí tem a contextualidade e a perfeita harmonia e depois segue o lindo cântico de Maria que é a confirmação do SIM dela pois ela aceita que Deus é o Salvador dEla e isso é muito natural pois ela já era serva do Altíssimo pois Deus salva ela do entrada do pecado nela.

E tem também a questão da anterioridade que é muito importante pois Deus salvou Maria evitando que o pecado entrasse nela ou seja ANTES do pecado entrar nela, e em relação a questão da remissão ANTES da remissão em si temos o Preciosíssimo Sangue de Jesus que faz a remissão acontecer nos seres humanos que tem pecado. Pois quando um ser humano aceita Jesus com Suficiente e Único Salvador e Senhor , tal ser humano é remido pelo Sangue de Jesus e estando remido torna-se JUSTO perante Deus e é SALVO e Deus evitando que o pecado entrasse em Maria alcançou de forma satisfatória o objetivo Divino pois Maria se torna JUSTA e SALVA. O Sangue de Jesus logicamente estava no corpo físico dEle e Jesus como Deus e Homem ficou por um determinado tempo dentro do corpo de Maria e para Jesus depois de um tempo derramar seu Sangue Ele teve que ser formado dentro de Maria e Maria participou sim da formação do Corpo dEle então observe que o Corpo de Jesus com o Sangue Preciosíssimo que faria a remissão dos pecadores prescisava de um corpo Imaculado.

E voltando no meu comentário sobre as citações escriturísticas onde aparece João Batista aqui também na questão da anterioridade pois João Batista começou seu ministério ANTES de Jesus olha aí a harmonia contextual. A questão da anterioridade é importante pois estabelece de forma bem satisfatória a relação entre Maria e o Sangue de Jesus.

Para o Corpo de Jesus ter todas as condições necessárias para o Seu Santo Ministério foi presciso interagir com o corpo de Maria. E ainda falando sobre a questão da anterioridade ANTES de Jesus derramar seu Sangue Ele foi gerado dentro do corpo de Maria que pela lógica para portar( Portadora de Deus) tal Santo Corpo deveria ser Imaculada pois reunia todas as condições necessárias para isso.

A Doutrina da Imaculada Conceição não anula o Sacrifício de Cristo pois Jesus prescisou sim de um corpo Imaculado e Puro para ter o Seu Corpo com o Seu Preciosíssimo Sangue para dar início ao Santo Ministério e veja o processo primeiro Jesus entra em Maria, fica dentro do corpo dela por um determinado tempo, depois nasce, realiza de forma Excelente o Seu Santo Ministério, é crucificado, morre, ressuscita e sobe aos Céus é uma santa sequência então sem tal preparação não teria o derramamento do Sangue Vicário de Jesus então assim crendo a Imaculada Conceição coloca uma relação entre Maria e o Sangue Santo de Jesus de maneira ímpar e singular diferente da relação entre o Sangue de Jesus e os demais crentes mais uma vez se confirma que o ministério de Maria foi diferente dos demais crentes e teria que ser uma diferença muito grande pois todos os crentes são Cheios de Graça, são justos e são santos.

Pelo que eu entendi sua interpretação bíblica a relação entre o Sangue de Jesus e Maria deveria ser exatamente o mesmo da relação do Sangue de Jesus como os demais justos e justas e santos e santas no Senhor ou seja do Sangue que redimi os pecados, mas existe sim uma relação que é especial com Maria. Agora o que está escrito é a relação entre o Sangue de Jesus e a remissão e eu vou citar 3 santas passagens como Mateus 26:28, Hebreus 9:22 e Colossense 1:14 e você se baseou apenas no que está escrito sem entender a mensagem espiritual do contexto bíblico, na Santa Religião Cristã deve-se entender não apenas o que está escrito que sem dúvida tem muita importância sim mas deve-se compreender a ação de Deus na Santa Religião Cristã na Santa Igreja que montou e organizou a Bíblia.

Ainda temos uma outra questão a esclarecer a saber: Você fez uma ligação entre o Sacrifício Vicário de Jesus com a cruz, tal pensamento não está de todo errado mas é insuficiente, pois veja Jesus ter sido crucificado fez parte de um processo faz parte da Missão dEle, e veja Jesus não derramou seu Preciosíssimo Sangue só na cruz Ele suou Sangue conforme nos apresenta Lucas 22 : 44 e Ele ainda não estava no cruz e aí tem uma pergunta esse Sangue não remiu os pecados ? Bom continuando aí começa um processo de agonia e sofrimento, depois Jesus é açoitado e coroado com uma coroa de espinhos e isso está em João 19: 1 -2 e Mateus 27:26 ; 29 e não está escrito que Jesus perdeu Sangue tanto no açoite quanto na coroação mas pela lógica perdeu Sangue também e depois Ele carrega o patibulum ( trave horizontal) e provavelmente perdeu mais Sangue também e então observamos um PROCESSO então de igual maneira Jesus nasceu do corpo de uma mulher 100% humana, aí começo um PROCESSO então veja a ligação e a importante questão da seqüencialidade na vida Jesus que começou em Maria.

Um abraço

Luiz
Citar
0 #8 Luiz 31-01-2018 00:16
Olá Neilom

Esta resposta é em relação ao seu comentário do dia 16/01/2018 no horário das 10:52.

Deus Pai proveu em concordância com O Santo Deus Jesus e O Santo Deus Espírito Santo que Deus ( Jesus) se fizesse carne para salvar a humanidade. Maria era justa pois foi justificada por Deus de forma diferente da mesma forma que Deus salvou ela de forma igualmente diferente e ela confirmou a fé dela com o SIM conforme Lucas 1:45-55 e portanto ela cria sim com certeza nas promessas de Deus na vida dela e isso em momento nenhum significa que ela não poderia ser Imaculada. O SIM de Maria é a confirmação na profunda e verdadeira confiança que ela tinha nas promessas de Deus e essa confirmação é esta em harmonia na preparação que Deus realizou em Maria fazendo ela ter um corpo Imaculado para receber dentro dele o Santo Deus e Santo Homem então assim entendendo não podemos limitar a justificação e salvação de Deus em Maria pois quando Deus evita que o pecado entre nela aí Ele já coloca nela a Graça e a justifica. É sempre bom lembrar que as Escrituras Sagradas informam que o santo anjo já a encontrou com Graça o que num primeiro momento não indica que ela fosse Imaculada mas em uma compreensão mais profunda chegasse a tal conclusão pois a Santa Igreja deve observar com atenção e sabedoria como a Graça agiu em Maria.

Deus habita no pecador que Ele justifica mas isso não significa obrigatoriamente que Ele não poderia habitar em um ser humano Imaculado e o fato de Maria ser Imaculada não anula em momento nenhum o fato de Deus habitar nela então se faz necessário entender que Maria teve uma missão única e aproveitando o raciocínio veja o Santo Deus Jesus e Santo Homem Jesus habitou em carne dentro de Maria interagindo com ela e isso só aconteceu com ela, isso indica que a missão dela foi única. Temos que entender o que significa para a Santa Igreja para a Santa Religião Cristã Evangélica e para a Teologia Cristã Evangélica Maria ser a mãe de Jesus. É obvio que Maria tinha fé em Deus e o SIM dela foi a confirmação da fé que ela tinha em Deus.

A Imaculada Conceição pode ser perfeitamente compreendida mesmo no princípio da Sola Scriptura sem problema nenhum pois embora não esteja escrito de maneira explícita tal compreensão teológica vem justamente da ação de Deus na Santa Igreja. E lembrando sempre que Jesus JUSTIFICA o ser humano pois Ele veio ao mundo e Ele veio em carne e Maria teve uma participação essencial nesse processo conforme Mateus 1:20 então sem sombra de dúvidas foi necessário sim e essencial um corpo 100% humano para gerar o Santo Corpo 100% Humano de Jesus. Para compreender o que Deus quer realmente dizer para os seres humanos é presciso sim da ação de Deus na Santa Igreja pois a Ação de Deus > Sagradas Escrituras e a compreensão é antes de tudo espiritual e não basta apenas ler e citar passagens bíblicas mas explicar corretamente a Santa Mensagem.

Considerando que Deus revelou a fé em Cristo, Deus revelou também nas Sagrada Escrituras a escolha e o SIM de Maria e aí é peremptório entender o que isso realmente significa pois Deus se manifesta de forma visível em carne por causa claro e obvio da Ação de Deus mas teve sim a participação de Maria e observe a própria palavra agraciada ( kecharitomene) está revelada. E tem mais uma questão interessante que é muito provavelmente os críticos da Santa Doutrina da Imaculada Conceição vão argumentar que não se nega que Maria teve uma participação para gerar Jesus mas que isso não seria motivo para ela ser Imaculada ora mas entender assim é limitar a própria ação de Deus pois não basta crer que Maria teve uma participação mas entender como a Graça de Deus agiu nela para ela ter tal participação ou seja o que realmente significa ter dentro dela Deus Jesus e Homem Jesus e entender a relação de Maria com o Corpo de Jesus com o Seu Santo Sangue Redentor e Vicário e o que significa realmente a palavra Agraciada. Maria já tinha fé verdadeira e cria nas promessas de Deus e ela sem sombra de dúvidas era crente no Senhor sim e a missão dela indica que isso tudo tinha como base o fato de ela ser Imaculada pois a Graça, a fé a justiça de Deus nela agiram de forma Poderosa e diferente. Então segue-se a pergunta o que realmente significa Maria ter gerado Jesus em seu corpo?Ter participado realmente e verdadeiramente do processo para Jesus vir a Terra como 100% Divino e 100% Humano?

Você citou uma passagem bíblica para tentar validar seu entendimento sobre o que Bíblia diz e aí deve-se repetir mais uma vez, novamente e de novo que não basta apenas ler e citar passagens bíblicas deve-se sim compreender corretamente e explicar a mensagem com o entendimento certo. De acordo com a sua interpretação que aliás deve ser aceita por muitas e muitas pessoas, Deus não pode evitar o pecado mas isso aí é uma compreensão sua, resta saber se a correta compreensão da Bíblia ensina isso pois o que está escrito também é Palavra de Deus mas antes vem a Ação de Deus que sem dúvida é superior ao que está escrito, ou seja a pergunta que se deve fazer é: está escrito mas está compreendido corretamente o que Deus quer passar para os seres humanos pela Bíblia? O fato de não estar escrito a expressão “evitar o pecado" não significa obrigatoriamente que Deus não possa evitar tal pecado no caso do debate em Maria e veja a sua compreensão na verdade está limitada a uma leitura do que está escrito sem contudo conseguir captar o contexto e principalmente o que suporta ou seja o que serve de base para o que está escrito que é justamente a Ação de Deus que é espiritual.

continua....
Citar
-1 #7 Neilom 16-01-2018 11:00
Citando Luiz:
Oi Neilom



E ainda falando do processo da mesma forma com a questão que eu escrevi sobre uma sequência ou seja primeiro tem a relação ser humano e pecado e depois vem a ação de Deus da mesma forma que a missão de Jesus teve uma sequência também. E ainda em relação ao Sacrifício de Jesus foi o Santo Corpo de Jesus que derramou o Sangue Santo e para que o Santo Corpo de Jesus viesse ao mundo foi necessário ter uma corpo humano que no caso foi o de Maria então é mais um motivo para ela ter sido Imaculada para entrar em perfeita e santa harmonia com o Santíssimo Corpo de Cristo senão Ele não teria se feito carne.

Luiz


Luiz, por ultimo, este teus comentários é tão bizarro, que vc implica uma condição, para Jesus, se encarnar e sem pecado, era necessário, que o fosse Maria. Ora meu amigo, aplica o que vc diz acerca da mãe de Jesus, a mãe de Maria. Ademais, um Deus que tem poder para preservar Maria do pecado, não teria poder de se alto preservar do pecado, e assim, possuir um corpo perfeito, sem mácula? Por isso, que digo, sair do que está revelado nas escrituras, é especular sem fim.

Abraços!
Citar
-1 #6 Neilom 16-01-2018 10:52
[quote name="Luiz"]Oi Neilom

Luiz vc diz; "Jesus quando estava dentro do corpo de Maria estava Plenamente Divino e Plenamente Humano portanto seria necessário que Maria fosse Imaculada pois ela como portadora e mãe de Deus ( Theotokos) de Deus Jesus e Homem Jesus não poderia ter mácula em si. E observe que para ela ser portadora de Jesus, Deus preparou tudo e ela participou com o sim dela se ela não fosse Imaculada ela não poderia ser portadora de Deus."

Luiz, como se ver nesses seus comentários, vc só especula e demonstra sem sombras de dúvidas o que Deus proveu, para que Ele tenha comunhão com o pecador e o pecador com Ele. Ora, repito, o que era necessário ou o que convinha a santidade de Deus, Ele, JUSTIFICOU Maria, mediante a fé, que ela teve na promessa. Parece que vc trata o pecado como um vírus. Ora, Deus sempre habitou no pecador, que Ele JUSTIFICA, e o meio para tal, é a fé no cordeiro, que Ele proveu. Então amiguinho, esse negócio de imaculada conceição, é pura especulação humana, diferente da JUSTIFICAÇÃO mediante a FÉ em Cristo Jesus, que é perfeitamente, uma REVELAÇÃO DIVINA.

lUIZ, VC DIZ; "O Sacrifício Vicário de Cristo tem uma relação entre o ser humano e o pecado, tal Sacrifício tira o ser humano do domínio do pecado então observe a relação entre ser humano e pecado. O Sacrifício de Cristo de uma maneira geral é de tirar o pecado do ser humano tornado justo diante de Deus mas antes disso repito devemos observar que a relação é entre ser humano e pecado e entender como a ação de Deus atua nessa relação e só depois vem a questão do TIRAR ou PRESERVAR. Se o objetivo do Sacrifício de Cristo é de tirar o pecado do ser humano e torna-lo JUSTO perante Deus o mesmo acontece se Deus impede que o pecado entre em Maria pois a ação Divina a torna JUSTA diante de Deus. Então em ambos os casos temos a vitória de Deus sobre o pecado, é Deus quem determina como vai agir na relação entre o ser humano e o pecado Deus torna o ser humano justo diante Dele."

A questão meu amigo, é que o sacrifício de Cristo, não visa em hipótese alguma "evitar o pecado", uma vez, que isso coloca seu sacrifício num paradoxo terrível, pois as escrituras diz; "Eis o cordeiro de Deus que TIRA o pecado do mundo" e não o cordeiro que "Evita o pecado no mundo". Não tem nenhum sentido, Cristo se sacrificar, para evitar o pecado nos homens, isso é pura especulação, que fere cabalmente a obra de redenção. Harmoniosamente, é mais fácil concluir, que Maria, a exemplo de todos, foi por Cristo, JUSTIFICADA que implica a REMISSÃO do seu pecado e não a PRESERVANDO dele, colocando assim, o seu testemunho em perfeita harmonia com as escrituras, quando ela diz; "MEU SALVADOR". Sair disso, é entrar num campo de especulação imaginário interminável, e de fato é isso que se ver, advindo dos apologistas católicos, para sustentar seu dogma.

Lastimável.

Vou para por aqui, não vou comentar o restante de seus comentários,visto, que não passa de especulação sem fim.

Só acrescento, que a imaculada conceição, anula o sacrífico de Cristo, na vida de Maria, pois como disse, ela visa TIRAR e não PRESERVAR. Assim, a cruz de Cristo, não tem nenhuma utilidade para ela, uma vez, que todos nós sabemos qual é a mensagem da cruz. Mas se vc prefere acreditar, que a mensagem da cruz, é PRESERVAR, lamento te informar, mais vc caiu da graça e não percebe. Eu acredito piamente, que a mensagem da cruz, para Maria, é a mesma para toda humanidade, a saber; "TIRAR O PECADO". Assim, como Maria, podemos dizer; "MEU SALVADOR", expressão essa, que não tem outro sentido, se não de REMIR O PECADOR.

Abraços.
Citar
0 #5 Neilom 16-01-2018 10:18
Citando Luiz:
Oi Neilom

Você no início do seu comentário tenta sem sucesso desmerecer meus comentários, porém eu cito a compreensão que a Palavra de Deus apresenta. Citar passagens bíblicas é válido mas não é suficiente, assim como não bastar ler a Bíblia tem que se entender o que se le.

É interessante que está escrito que Abrãao em Romanos 4:3, Gálatas 3:6 e Tiago 2:23 creu e isso foi imputado a ele como justiça mas no caso de Maria não está escrito que isso foi imputado como justiça a ela , mas a questão deve ser analisada de uma maneira mais ampla e precisamos ver o que a missão de Maria representa para a Santa Igreja e para a Santa Religião Cristã. Pois o que está escrito é muito importante sim mas a Bíblia é um Livro antes de tudo espiritual pois vem da Mente de Deus e o que está escrito é uma manifestação visível de algo superior. E aí tem uma questão interessante pois se não tivesse ESCRITO que Maria “creu” será que alguém duvidaria que ela cria na ação de Deus na vida dela? Pelo que eu entendo dos que crêem que Maria foi Maculada mesmo se não tivesse escrito que ela “creu” mesmo assim se continuaria crendo que ela foi maculada. Então estar ou não estar escrito tem importância sim, mas a compreensão deve ser maior.

O crer de Maria em Lucas 1:45 foi o SIM dela ou seja ela realmente creu que Deus cumpriu nela a missão de ser a mãe do Salvador. É preciso entender a base espiritual que sustenta as palavras escritas nas Escrituras Sagradas.
É interessante que no caso de Abraão está se falando da importância da fé dele em Deus e no versículo Romanos 4:6-8 está escrito sobre o homem ser bem-aventurado, ou seja observemos que na primeira parte temos Abraão e na segunda uma citação a Davi quem sem dúvida foram dois santos e crentes no Senhor e que tinham sim uma verdadeira fé em Deus e no caso de Maria em Lucas 1:45 repare que tanto a expressão “bem-aventurada” como a palavra “creu” estão associados a Maria de uma só vez. E isso já indica uma diferenciação pois cada crente no Senhor tem uma personalidade uma individualidade, cada um cumpriu uma missão na terra pois são pessoas diferentes. E podemos ver que o versículo imediatamente seguinte que é Lucas 46 Maria já começa o cântico que na verdade é uma oração com um significado importantíssimo para a correta compreensão da missão de Maria para a Santa Igreja. Corroborando com isso no versículo em Lucas 1:48 a própria Maria diz que as gerações a chamarão de bem-aventurada e lembrando que a bem-aventurança dela não significa que Abrãao e Davi não eram bem-aventurados mas indica que o fato de Maria ter sido a mãe de Jesus é algo totalmente único e pertence a ela e tem uma diferença em relação a todos os crentes no Senhor inclusive a Abrãao e Davi.

Jesus quando estava dentro do corpo de Maria estava Plenamente Divino e Plenamente Humano portanto seria necessário que Maria fosse Imaculada pois ela como portadora e mãe de Deus ( Theotokos) de Deus Jesus e Homem Jesus não poderia ter mácula em si. E observe que para ela ser portadora de Jesus, Deus preparou tudo e ela participou com o sim dela se ela não fosse Imaculada ela não poderia ser portadora de Deus.

Mesmo quando um ser humano aceita Jesus como Único e Suficiente Senhor e Salvador o mesmo é considerado por Deus como justo, porém o mesmo continua pecador e no caso de Maria deveria ser diferente pois ela deveria ser justa para Deus fazer a justiça perfeita se manifestar de forma visível para todos os que tinham pecado. Assim como a Graça agiu nela de maneira diferente tal Justiça de Deus na vida dela também deveria agir de maneira diferente e como a Graça e a Justiça foram de maneira singular nela a fé dela ou seja o crer dela em Lucas 1:45 tem um entendimento diferente do crer de Abraão.

O Sacrifício Vicário de Cristo tem uma relação entre o ser humano e o pecado, tal Sacrifício tira o ser humano do domínio do pecado então observe a relação entre ser humano e pecado. O Sacrifício de Cristo de uma maneira geral é de tirar o pecado do ser humano tornado justo diante de Deus mas antes disso repito devemos observar que a relação é entre ser humano e pecado e entender como a ação de Deus atua nessa relação e só depois vem a questão do TIRAR ou PRESERVAR. Se o objetivo do Sacrifício de Cristo é de tirar o pecado do ser humano e torna-lo JUSTO perante Deus o mesmo acontece se Deus impede que o pecado entre em Maria pois a ação Divina a torna JUSTA diante de Deus. Então em ambos os casos temos a vitória de Deus sobre o pecado, é Deus quem determina como vai agir na relação entre o ser humano e o pecado Deus torna o ser humano justo diante Dele.

Você argumenta que se Maria foi Imaculada logo o Sacrifico de Cristo foi em vão pois nesse caso não teria tido efeito nenhum na vida dela. Acontece que no caso específico de Maria foi diferente pois o fato de Deus ter preservado o pecado em Maria em nenhum momento anula o Sacrifício para a humanidade Ele tirou os pecados dos que tinham pecado. Maria ter sido Imaculada não anula o Sacrifício de Cristo muito pelo contrário Ele só morreu na cruz pois se fez carne e só se fez carne pois nasceu de Maria quando Ele chegou na cruz aquele momento fazia parte de um processo um sequencialidade isto é antes Ele nasceu depois teve o Seu Santo Ministério, depois morreu, depois ressuscitou e depois subiu aos Céu e Deus preparou todo esse processo e tornar Maria Imaculada também fez parte do processo senão Ele não teria conseguido nem tirar os pecados dos seres humanos.

E ainda falando do processo da mesma forma com a questão que eu escrevi sobre uma sequência ou seja primeiro tem a relação ser humano e pecado e depois vem a ação de Deus da mesma forma que a missão de Jesus teve uma sequência também. E ainda em relação ao Sacrifício de Jesus foi o Santo Corpo de Jesus que derramou o Sangue Santo e para que o Santo Corpo de Jesus viesse ao mundo foi necessário ter uma corpo humano que no caso foi o de Maria então é mais um motivo para ela ter sido Imaculada para entrar em perfeita e santa harmonia com o Santíssimo Corpo de Cristo senão Ele não teria se feito carne.

Luiz


Olá Luiz, vc diz; "Você no início do seu comentário tenta sem sucesso desmerecer meus comentários, porém eu cito a compreensão que a Palavra de Deus apresenta. Citar passagens bíblicas é válido mas não é suficiente, assim como não bastar ler a Bíblia tem que se entender o que se le"

Luiz, vc não cita a compreensão da palavra de Deus, se vc citasse tal compreensão, vc estaria de pleno acordo com os meus comentários, pois eles sim, estão de acordo com a compreensão bíblica. Vc, diferente de mim, apenas especula, e ignora por completo a hermenêutica bíblica da justiça de Deus, sobre o homem caído.

Luiz, vc diz; "É interessante que está escrito que Abrãao em Romanos 4:3, Gálatas 3:6 e Tiago 2:23 creu e isso foi imputado a ele como justiça mas no caso de Maria não está escrito que isso foi imputado como justiça a ela , mas a questão deve ser analisada de uma maneira mais ampla e precisamos ver o que a missão de Maria representa para a Santa Igreja e para a Santa Religião Cristã. Pois o que está escrito é muito importante sim mas a Bíblia é um Livro antes de tudo espiritual pois vem da Mente de Deus e o que está escrito é uma manifestação visível de algo superior. E aí tem uma questão interessante pois se não tivesse ESCRITO que Maria “creu” será que alguém duvidaria que ela cria na ação de Deus na vida dela? Pelo que eu entendo dos que crêem que Maria foi Maculada mesmo se não tivesse escrito que ela “creu” mesmo assim se continuaria crendo que ela foi maculada. Então estar ou não estar escrito tem importância sim, mas a compreensão deve ser maior."

Vc vem falar de algo que "está escrito", para Abraão, mais "não está escrito" para Maria. Ora, se é assim, onde está escrito "imaculada conceição"? Ademais, está escrito sim, de acordo com a hermenêutica bíblica, a JUSTIFICAÇÃO do pecador, mediante a fé em Jesus Cristo. Vc não consegue enxergar e entender isso, por que faz uso das lentes de Pio, ao ler as escrituras. Eu poderia passar o dia todo demonstrando isso dentro das escrituras, mais o que Paulo diz aqui basta: "Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;
Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.
Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus;
Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus."
Romanos 3:21-26
Maria, está incluída nessa passagem. é válido lembrar, que Maria descende de Abraão, não só da carne, mas do "espírito", onde sem dúvidas, pela mesma fé, ela é filha de Abraão. Abraão por esta fé, foi feliz em ouvir; "Em ti, serão benditos todos os povos da terra". Portanto meu caro, está explicitamente revelado nas escrituras, que o plano de redenção, arquitetado por Deus, é a JUSTIFICAÇÃO, no cordeiro que Ele proveu - Assim, Maria não foge a regra, dos heróis na galeria da fé, pois sem dúvidas, podemos dizer; "Pela fé Maria..."
Citar
0 #4 Luiz 07-01-2018 21:40
Oi Neilom

Você no início do seu comentário tenta sem sucesso desmerecer meus comentários, porém eu cito a compreensão que a Palavra de Deus apresenta. Citar passagens bíblicas é válido mas não é suficiente, assim como não bastar ler a Bíblia tem que se entender o que se le.

É interessante que está escrito que Abrãao em Romanos 4:3, Gálatas 3:6 e Tiago 2:23 creu e isso foi imputado a ele como justiça mas no caso de Maria não está escrito que isso foi imputado como justiça a ela , mas a questão deve ser analisada de uma maneira mais ampla e precisamos ver o que a missão de Maria representa para a Santa Igreja e para a Santa Religião Cristã. Pois o que está escrito é muito importante sim mas a Bíblia é um Livro antes de tudo espiritual pois vem da Mente de Deus e o que está escrito é uma manifestação visível de algo superior. E aí tem uma questão interessante pois se não tivesse ESCRITO que Maria “creu” será que alguém duvidaria que ela cria na ação de Deus na vida dela? Pelo que eu entendo dos que crêem que Maria foi Maculada mesmo se não tivesse escrito que ela “creu” mesmo assim se continuaria crendo que ela foi maculada. Então estar ou não estar escrito tem importância sim, mas a compreensão deve ser maior.

O crer de Maria em Lucas 1:45 foi o SIM dela ou seja ela realmente creu que Deus cumpriu nela a missão de ser a mãe do Salvador. É preciso entender a base espiritual que sustenta as palavras escritas nas Escrituras Sagradas.
É interessante que no caso de Abraão está se falando da importância da fé dele em Deus e no versículo Romanos 4:6-8 está escrito sobre o homem ser bem-aventurado, ou seja observemos que na primeira parte temos Abraão e na segunda uma citação a Davi quem sem dúvida foram dois santos e crentes no Senhor e que tinham sim uma verdadeira fé em Deus e no caso de Maria em Lucas 1:45 repare que tanto a expressão “bem-aventurada” como a palavra “creu” estão associados a Maria de uma só vez. E isso já indica uma diferenciação pois cada crente no Senhor tem uma personalidade uma individualidade, cada um cumpriu uma missão na terra pois são pessoas diferentes. E podemos ver que o versículo imediatamente seguinte que é Lucas 46 Maria já começa o cântico que na verdade é uma oração com um significado importantíssimo para a correta compreensão da missão de Maria para a Santa Igreja. Corroborando com isso no versículo em Lucas 1:48 a própria Maria diz que as gerações a chamarão de bem-aventurada e lembrando que a bem-aventurança dela não significa que Abrãao e Davi não eram bem-aventurados mas indica que o fato de Maria ter sido a mãe de Jesus é algo totalmente único e pertence a ela e tem uma diferença em relação a todos os crentes no Senhor inclusive a Abrãao e Davi.

Jesus quando estava dentro do corpo de Maria estava Plenamente Divino e Plenamente Humano portanto seria necessário que Maria fosse Imaculada pois ela como portadora e mãe de Deus ( Theotokos) de Deus Jesus e Homem Jesus não poderia ter mácula em si. E observe que para ela ser portadora de Jesus, Deus preparou tudo e ela participou com o sim dela se ela não fosse Imaculada ela não poderia ser portadora de Deus.

Mesmo quando um ser humano aceita Jesus como Único e Suficiente Senhor e Salvador o mesmo é considerado por Deus como justo, porém o mesmo continua pecador e no caso de Maria deveria ser diferente pois ela deveria ser justa para Deus fazer a justiça perfeita se manifestar de forma visível para todos os que tinham pecado. Assim como a Graça agiu nela de maneira diferente tal Justiça de Deus na vida dela também deveria agir de maneira diferente e como a Graça e a Justiça foram de maneira singular nela a fé dela ou seja o crer dela em Lucas 1:45 tem um entendimento diferente do crer de Abraão.

O Sacrifício Vicário de Cristo tem uma relação entre o ser humano e o pecado, tal Sacrifício tira o ser humano do domínio do pecado então observe a relação entre ser humano e pecado. O Sacrifício de Cristo de uma maneira geral é de tirar o pecado do ser humano tornado justo diante de Deus mas antes disso repito devemos observar que a relação é entre ser humano e pecado e entender como a ação de Deus atua nessa relação e só depois vem a questão do TIRAR ou PRESERVAR. Se o objetivo do Sacrifício de Cristo é de tirar o pecado do ser humano e torna-lo JUSTO perante Deus o mesmo acontece se Deus impede que o pecado entre em Maria pois a ação Divina a torna JUSTA diante de Deus. Então em ambos os casos temos a vitória de Deus sobre o pecado, é Deus quem determina como vai agir na relação entre o ser humano e o pecado Deus torna o ser humano justo diante Dele.

Você argumenta que se Maria foi Imaculada logo o Sacrifico de Cristo foi em vão pois nesse caso não teria tido efeito nenhum na vida dela. Acontece que no caso específico de Maria foi diferente pois o fato de Deus ter preservado o pecado em Maria em nenhum momento anula o Sacrifício para a humanidade Ele tirou os pecados dos que tinham pecado. Maria ter sido Imaculada não anula o Sacrifício de Cristo muito pelo contrário Ele só morreu na cruz pois se fez carne e só se fez carne pois nasceu de Maria quando Ele chegou na cruz aquele momento fazia parte de um processo um sequencialidade isto é antes Ele nasceu depois teve o Seu Santo Ministério, depois morreu, depois ressuscitou e depois subiu aos Céu e Deus preparou todo esse processo e tornar Maria Imaculada também fez parte do processo senão Ele não teria conseguido nem tirar os pecados dos seres humanos.

E ainda falando do processo da mesma forma com a questão que eu escrevi sobre uma sequência ou seja primeiro tem a relação ser humano e pecado e depois vem a ação de Deus da mesma forma que a missão de Jesus teve uma sequência também. E ainda em relação ao Sacrifício de Jesus foi o Santo Corpo de Jesus que derramou o Sangue Santo e para que o Santo Corpo de Jesus viesse ao mundo foi necessário ter uma corpo humano que no caso foi o de Maria então é mais um motivo para ela ter sido Imaculada para entrar em perfeita e santa harmonia com o Santíssimo Corpo de Cristo senão Ele não teria se feito carne.

Luiz
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Itens relacionados (por marcador)

  • Discutindo a intercessão dos santos

    Por muitos anos católicos e protestantes têm debatido sobre a intercessão dos santos. Ambos possuem o mesma definição de intercessão? Se não, onde há a divergência?

  • O cânon do Velho Testamento de Jerônimo à Reforma

    A prática geral da Igreja Ocidental em respeito ao cânon do tempo de Jerônimo (começo do quinto século) até a Reforma era seguir o julgamento de Jerônimo. Se concedeu um status deuterocanônico aos livros Apócrifos, mas eles não eram considerados canônicos em um sentido estrito. Ou seja, eles não eram aceitos como autorizativos para o estabelecimento de doutrina, mas foram usados com o propósito de edificação. Assim, a Igreja manteve as distinções estabelecidas por Jerônimo, Rufino e Atanásio de livros eclesiásticos e canônicos.

  • Maria, "cheia de graça"?

    O texto aqui apresenta uma análise da argumentação católica sobre a correta tradução de Lucas 1:28, mais especificamente o termo que o anjo usa para se referir a Maria. Seria a melhor tradução para este termo a expressão "cheia de graça", ou o particípio "agraciada"? Por que teria Jerônimo traduzido este termo pela primeira opção?

Últimos artigos

Assuntos principais

Últimos comentários