Imprimir esta página

Onde está a Grande Multidão?

Escrito por  Gustavo
Vinte e quatro anciãos perante Deus

Temos recebido a visita de um testemunha de Jeová que se identifica como Denis, que tem comentado nos textos relacionados com a doutrina da Trindade1. Ele tem proposto várias questões para serem respondidas, e durante este processo, acabamos tocando no assunto da Grande Multidão. Qual é a definição de Grande Multidão? O livro Ajuda ao Entendimento da Bíblia2 dá uma definição:


Nesse capítulo, o apóstolo João primeiro se refere à selagem de 144.000 escravos de Deus, procedentes “de toda tribo dos filhos de Israel”. (Rev. 7:2-8) Depois disso, João viu numa visão uma “grande multidão” procedente de todas as nações, tribos, povos e línguas. Estes atribuem sua salvação a Deus e ao Cordeiro, ao se porem em pé perante o trono de Deus. Saem da “grande tribulação”, servem a Deus em seu templo, e Deus estende sobre eles a Sua tenda. Termina toda a fome e sede deles, e toda lágrima é enxugada dos olhos deles à medida que Seu Filho (o Cordeiro) (João 1:29) os guia às águas da vida. - Rev. 7:9-17.

Depois de discutir a questão deste grupo, o mesmo livro conclui:

A soma total da evidência, portanto, indica que a “grande multidão” representa todas aquelas pessoas que não são da classe celeste da “noiva” (ou 144.000 selados), mas que estão de pé, aprovadas, no tempo da “grande tribulação”, e que são preservadas vivas na terra.

Há portanto uma diferenciação entre “Grande Multidão” e estes 144000 existentes em Apocalipse. E aqui há uma discussão sobre qual é o destino de um e de outro grupo. Uma diferença básica entre os dois é que os 144000 irão para o céu, de onde governarão com Cristo, enquanto que esta Grande Multidão habitará a terra. E aqui nos voltamos novamente para a discussão com o sr. Denis. Ele nos diz em um comentário:

(Apocalipse 7:9,10) Como sabemos que estar “em pé diante do trono” não significa que a grande multidão está no céu? Sobre este ponto há bastante evidência clara. Por exemplo, a palavra grega traduzida aqui por “diante” (e·nó·pi·on) significa literalmente “à vista [do]” e é usada diversas vezes com respeito a humanos na Terra, que estão “diante” ou “à vista” de Jeová. (1 Timóteo 5:21; 2 Timóteo 2:14; Romanos 14:22; Gálatas 1:20) Em certa ocasião, quando os israelitas estavam no ermo, Moisés disse a Arão: “Dize à assembléia inteira dos filhos de Israel: ‘Chegai-vos perante Jeová, porque ele ouviu os vossos resmungos.’” (Êxodo 16:9) Os israelitas não precisavam ser transportados para o céu a fim de estar perante Jeová naquela ocasião. (Veja Levítico 24:8.) Antes, ali mesmo, no ermo, estavam à vista de Jeová, e ele fixava a sua atenção neles. “Quando o Filho do homem chegar na sua glória, . . . diante dele serão ajuntadas todas as nações.” A inteira raça humana não estará no céu por ocasião do cumprimento desta profecia. Certamente, aqueles que “partirão para o decepamento eterno” não estarão no céu. (Mateus 25:31-33, 41, 46) Antes, a humanidade está na Terra, à vista de Jesus, e ele fixa sua atenção nela para julgá-la. De modo similar, a grande multidão está “diante do trono e diante do Cordeiro”, no sentido de que está à vista de Jeová e de seu Rei, Cristo Jesus, de quem recebe julgamento favorável.

A discussão aqui, portanto, se dá a respeito do significado de ἐνώπιον, que é traduzido aqui por diante. E ao dizer que ἐνώπιον pode significar “à vista”, o sr. Denis não está errado, como confirma a BDAG, um dos dicionários padrão do grego bíblico. Segundo este dicionário, ἐνώπιον pode significar:

  1. relativo à posição em frente de uma entidade, diante

  2. relativo a estar presente ou em vista, em vista de, na presença de, entre

  3. relativo à exposição para valorar julgamento, na opinião de, no julgamento de

O significado sugerido pelo sr. Denis então é indicado pelo segundo ponto. J. Murray Harris em seu Prepositions and Theology3 também destaca:

Com seus 94 usos, esta palavra é de longe a mais comum das sete preposições "impróprias" que podem significar "perante" (veja κατεώπιον abaixo). Ela era desconhecida no Grego Clássico (Regard 640) mas é encontrada nos papiros no sentido de "em pessoa" (Deissman 213; MM 220b). Em adição ao significado "perante" (ex., Ap 4:10, ἐνώπιον τοῦ θρόνου) e "na presença de" (ex. 1Ti 6:12, ἐνώπιον πολλῶν μαρτύρων), esta preposição pode significar "às vistas/na opinião de" (ex. At 6:5, ἐνώπιον παντὸς τοῦ πλήθους; cf. BDF 214[6]) e "em benefício de" (ex. Ap 13:14, ἐνώπιον τοῦ θηρίου) ou mesmo "contra" (Lc 15:18, ἐνώπιον σου).

O BDAG também destaca que esta é uma preposição com genitivo. Vamos agora, depois destas definições preliminares, avaliar os versículos fornecidos pelo sr. Denis:

(1Ti 5:21) Conjuro-te diante de Deus (ἐνώπιον τοῦ θεοῦ), e de Cristo Jesus, e dos anjos eleitos, que sem prevenção guardes estas coisas, nada fazendo com parcialidade.

(2Ti 2:14) Lembra-lhes estas coisas, conjurando-os diante de Deus (ἐνώπιον τοῦ θεοῦ) que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam, senão para subverter os ouvintes.

(Rm 14:22) A fé que tens, guarda-a contigo mesmo diante de Deus (ἐνώπιον τοῦ θεοῦ). Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.

(Gl 1:20) Ora, acerca do que vos escrevo, eis que diante de Deus (ἐνώπιον τοῦ θεοῦ) testifico que não minto.

Em todos estes casos, o objeto da preposição é Deus. Então é mais do que natural aqui que o significado seja “à vista de Deus”, já que Deus age aqui como juiz do ato sendo descrito (como em Gálatas 1:20). O erro do sr. Denis, no entanto, é tentar aplicar o mesmo em Apocalipse 7:9. Voltando-nos para aquele versículo, temos:

(Ap 7:9) Depois destas coisas olhei, e eis uma grande multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, que estavam em pé diante do trono (ἐνώπιον τοῦ θρόνου) e em presença do Cordeiro, trajando compridas vestes brancas, e com palmas nas mãos;

Ora, o trono não age como juiz daquela grande multidão, por que o trono não é um ser inteligente. A grande multidão também não estava à vista do trono, por que este também não é capaz de ver. O único significado possível para ἐνώπιον τοῦ θρόνου aqui é o significado espacial: o povo estava de fato na frente daquele trono! E como o trono está no céu, aquela grande multidão estava ali também. O sr. Denis está se esquecendo que ἐνώπιον τοῦ θρόνου está aqui justamente para acabar com a ambiguidade sobre a localização desta grande multidão. E esta localização já denunciava o seu estado exaltado, como João mesmo nos informa adiante:

(Ap 7:15) Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles.

Não estão diante de Deus, mas do trono de Deus. A ênfase é sempre sobre o local onde estão, por que João usará uma maravilhosa imagem pastoril aqui:

(Ap 7:15) Por isso estão diante do trono de Deus, e o servem de dia e de noite no seu santuário; e aquele que está assentado sobre o trono estenderá o seu tabernáculo sobre eles.

(Ap 7:16) Nunca mais terão fome, nunca mais terão sede; nem cairá sobre eles o sol, nem calor algum;

(Ap 7:17) porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima.

Jesus é o pastor que estende sua tenda às suas ovelhas, para lhes dar sombra. Jesus é o pastor que as guia para a água e o alimento. E ele, como um bom pastor, fica ali, bem pertinho delas, diante delas. Assim, não há nenhum motivo plausível para acreditar que esta grande multidão descrita em Apocalipse habite a terra.

Notas

1. Mais especificamente no texto sobre a doutrina da Trindade e a tradição católica, no antigo site.

2. Atualmente este livro é conhecido por Estudo Perspicaz das Escrituras, que em português é dividido em 3 volumes (uma espécie de enciclopédia dividida em tópicos). A citação é feita da obra publicada em 1982, no volume 2, página 688.

3. J. Murray Harris, Prepositions and Theology in the Greek New Testament, Zondervan, pág. 245.

Ler 8846 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Itens relacionados (por marcador)