e-cristianismo

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Deutsch (DE-CH-AT)Español(Spanish Formal International)Português (Brasil)English (United Kingdom)

(Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos Dias

Há tempos venho observando que por vários fóruns, alguns mórmons postaram um texto com o título Denominação = Facção/divisão, onde argumentam que divisões no meio evangélico seria algo errado, que o próprio Cristo negaria. Com isto, querem aclamar, é claro, que por sua igreja não possuir divisões, é a igreja verdadeira.

Share Unidade?

Há tempos venho observando que por vários fóruns, alguns mórmons postaram um texto com o título "Denominação = Facção/divisão", onde argumentam que divisões no meio evangélico seria algo errado, que o próprio Cristo negaria. Com isto, querem aclamar, é claro, que por sua igreja não possuir divisões, é a igreja verdadeira. Quero destacar uma citação deste texto:


Nunca existiu Igreja evangélica, mas na verdade, protestantes da única Igreja, que é a Católica. Se vocês afirmam que a Igreja nunca deixou de existir ela sem dúvida é a Igreja católica, não importa no que ela se tornou, cabe ao Senhor restaurá-la e não vocês formarem facções dissidentes, isso jamais seria a maneira do Senhor.

"Denominação = Facção/divisão"


Bem, se divisões são erradas, e representam na verdade uma só igreja, poderemos agora avaliar a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias: é verdade mesmo que não existem dissidentes nesta igreja?

A questão é que existem tantas ramificações nesta igreja, formadas apenas em 250 anos de existência, que falar de todas elas será bem exaustivo. Estes grupos estão classificados, a seguir, entre os que existiram antes e depois da morte de Joseph Smith Jr. em 1844, bem como sua área geográfica de concentração.


Grupos formados antes da morte de Joseph Smith Jr.

Joseph Smith Jr. foi o fundador do Movimento dos Santos dos Últimos Dias, iniciado informalmente em 1829, e legalmente organizado no dia 6 de Abril de 1830, chamando sua congregação de Igreja de Cristo. Em 1934 a igreja mudou seu nome para Igreja dos Santos dos Últimos Dias, e seu nome variou entre este e o primeiro até a morte de Smith. Modernamente, é conhecida como a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ou simplesmente "mórmons".

As divisões, entretanto, não tardaram a acontecer. Em 1831, a igreja passa por seu primeiro cisma, onde surge a Igreja Pura de Cristo, organizada em Kirtland, Ohio por Wycam Clark, Northrop Sweet e outros quatro membros. Eles consideravam Smith um falso profeta. George A. Smith, um dos primeiros líderes do Movimento dos Santos dos Últimos dias, alegou que esta igreja nunca passou de 6 membros.

Outro cisma, pouco conhecido, é a Igreja Independente, onde só se sabe a data de formação, 1832, e seu fundador, Hoton. O movimento se desfez rapidamente por causa de brigas internas.

Em 1836, Ezra Booth criou a Igreja de Cristo, onde ensinava que Joseph Smith não era um profeta e o livro de Mórmon não era Escritura.

Já em 1837, outra Igreja de Cristo foi criada por Warren Parrish. Este, desiludido com o fracasso da Kirtland Safety Society, reuniu-se com outros membros dissidentes em Kirtland, Ohio. Não durou muito tempo, por brigas entre os membros.

A Igreja Alston, de 1839 e fundada por Isaac Russell, pregava que os santos dos últimos dias deveriam ficar no Missouri, e não imigrar para Illinois.

A Igreja de Cristo criada por William Chubby, na década de 1830, foi estabelecida especialmente para ministrar aos negros.

A Igreja de Cristo, a Noiva, a Esposa do Cordeiro foi criada em 1840 por Hinkle, e defendia que Joseph Smith não era um profeta, e o Livro de Mórmon não é Escritura.

Há ainda uma Igreja de Cristo fundada em 1842 por Hiram Page. Finalmente em 1844, William Law funda a Verdadeira Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, que se opunha à poligamia, e publicou o Nauvoo Expositor, que não chegou a ser um períódico, pois teve uma única e última edição, a de 7 de junho de 1844, que desempenhou papel determinante no assassinato de Joseph Smith Jr., que era o prefeito de Nauvoo, Illinois. A única edição do Expositor criticava acidamente Smith, que, profundamente irado, junto com a Câmara de Vereadores da cidade, ordenou a destruição do escritório e da máquina gráfica do periódico 3 dias depois da publicação. A população não-mórmon da cidade se revoltou contra Smith e os mórmons, e, acusando Smith de violar a liberdade de imprensa, prenderam-no em Carthage, a sede do condado. Entretanto, a população enfurecida invadiu a cadeia (cerca de 200 homens) e, no tiroteio que se seguiu, Smith foi baleado várias vezes, morrendo no dia 27 de junho de 1844.

Como vimos, todos estes movimentos deixaram de existir, principalmente por brigas internas.


Grupos formados depois da morte de Joseph Smith Jr. - Pradarias Americanas ("Prairie")

Com a morte de Joseph Smith, a igreja ficou sem uma liderança. Brigham Young assumiu a liderança da maioria dos membros da igreja, mas neste momento, surgem também outras denominações, sendo que muitas tiveram curta existência e outras tantas continuam funcionando até hoje. Criatividade não parece ser a marca registrada dos dissidentes mórmons ao darem nomes às suas divisões. Como os títulos pouco variam, sendo que "últimos dias" e "igreja de Jesus Cristo" deviam, de alguma maneira, identificar o grupo, as facções ficaram mais conhecidas pelos sobrenomes de seus fundadores, como veremos a seguir.

Sidney Rigdon cria em 1844, a Igreja de Jesus Cristo dos Filhos de Sião, que depois seria dissolvida em 1847. Sidney Rigdon foi ordenado por Joseph Smith como um "Profeta, vidente e revelador" que era um dos títulos eclesiásticos que Smith possuia. A igreja mantinha que como primeiro conselheiro de Smith, Rigdon naturalmente seria o lider da igreja depois da morte de Smith. Mas em 27 de dezembro de 1847, Young organizou uma nova primeira presidência, contra as regras da igreja. Isto fez com que Rigdon criasse esta nova igreja em oposição à primeira. Se tornaram publicadores de um periódico da igreja intitulado Latter Day Saints' Messenger and Advocate, no mesmo estilo do Nauvoo Expositor, onde condenavam a poligamia. Atualmente, o único grupo que traça suas raízes até este grupo são os Bickertonitas, descritos mais adiante.

James J. Strang, no mesmo ano, cria também a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Strangita, que existe até hoje. Seu site oficial é http://www.strangite.org/. Eles alegam que James Strang é o sucessor de Smith, que teria deixado uma revelação escrita confirmando a sua sucessão por Strang. A carta, onde estaria escrita esta revelação, existe até hoje e está guardada na Universidade de Yale, mas alguns peritos disseram que a assinatura de Smith na carta foi falsificada. Strang alegou, ainda, que um anjo o havia visitado e aproveitado para apontá-lo como o novo patrono dos mórmons no mesmo instante em que Smith era morto a 300 km de onde ele estava. Até ser assassinado em 1856, por quatro ex-membros de sua igreja, Strang havia reunido 12.000 membros em sua seita mórmon.

Aaron Smith cria em 1846 outra Igreja de Cristo, oriunda dos strangitas, e que tem curta existência.

William E. M'Lellin e David Whitmer criaram em 1847 e 1871, a Igreja de Cristo Whitmerita, que existiu até 1925. Já a Igreja de Cristo Brewsterita foi criada em 1848 por James C. Brewster e Hazen Aldrich, que publicavam um periódico chamado The Olive Branch ("O Ramo de Oliva").

Outra igreja criada no mesmo ano foi a Noiva, Esposa do Cordeiro, por Jacob Syfritt, que diz ter sido arrebatado ao céu e conversado com Smith, que o indicou para sucedê-lo.

A Congregação dos Presbíteros de Sião de Jeová também foi fundada no mesmo ano por Charles B. Thompson, dizia que a igreja se apostatou depois da morte de Smith, e que ele foi chamado a restaurá-la.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Gladdenita foi criada por Gladden Bishop em 1851, tendo sido dissolvida após a morte de Bishop em 1865.

A Igreja de Cristo Cutlerita foi fundada por Alpheus Cutler em 1853, ainda existe e está centralizada em Independence, Missouri.

A Igreja de Potter Cristo foi fundada por Arnold Potter, em 1857. Potter se auto-intitulava o Messias, pois seu corpo havia sido tomado pelo Espírito de Cristo em uma viagem à Austrália, e onde ele escreveu um livro que ele alega ter sido ditado por anjos.

A Comunidade de Cristo, foi organizada por Joseph Smith III em 1860, é a segunda maior denominação mórmon, e boa parte das divisões seguintes se originou a partir da Comunidade, como veremos mais adiante. Joseph Smith III era o filho mais velho de Joseph Smith Jr., e seu Website é: http://www.cofchrist.org/

A Igreja de Cristo Bickertonita, fundada por William Bickerton em 1862, ainda ativa, que conta com 15.000 membros e tem sede em Monongahela, Pennsylvania. Bickerton era metodista quando Smith era vivo, e foi convertido por Sidney Rigdon, após 1845, tornando-se um rigdonista. Se opôs à mudança da sede da igreja proposta por Rigdon no outono de 1845. Em 1847, ele se separa da igreja. Sua página: http://www.thechurchofjesuschrist.org

A Igreja de Cristo (Área do Templo), também conhecida por Hedrickitas, fundada por Granville Hedrick em 1863, atualmente com 5.000 membros, e também com sede em Independence, Missouri. Granville Hedrick foi apóstolo da igreja liderada por Joseph Smith, gozando assim de grande prestígio. O nome da igreja se deve ao terreno da sede ocupado por eles, que os Santos dos Últimos Dias considerams ser "A Área do Templo", designado por Joseph Smith para ser o local do templo da Nova Jerusalém. Entre seus ensinos, alegam que Joseph Smith tinha como dádiva única, traduzir o Livro de Mórmon. Website: http://www.churchofchrist-tl.org

A Igreja Reorganizada de Jesus Cristo Bickertonita, resultado da divisão da Bickertonita original, fundada em 1907, que mais tarde se uniu à Igreja Primitiva de Jesus Cristo (Bickertonita), fundada por James Caldwell em 1914, mas que hoje está extinta.

A Igreja da Fraternidade Cristã, fundada por R. C. Evans em 1918, que não durou muito.

A Igreja de Cristo com a Mensagem de Elias, fundada por Otto Fetting e William Draves em 1929, reorganizada em 1943, e hoje com sede em Independence, Missouri. Website: http://www.elijahmessage.com

A Igreja Ordem de Sião, Inc., fundada por Merl Kilgore em 1951, que conta com algo em torno de 100 membros apenas, com sede em Mansfield Missouri. Utiliza as escrituras mórmons, com exceção da seção 132 da "Doutrina e Convênios", mais 650 revelações específicas para Kilgore.

A Igreja de Jesus Cristo Drewita, fundada por Theron Drew em 1965, após ter sido excluído da Igreja Strangita por ter defendido a idéia de que Merl Kilgore era um potencial sucessor de James Strang. Atualmente com apenas uma congregação liderada pelo filho de Drew, Richard.

A Igreja Restaurada de Jesus Cristo, fundada em 1980 por Eugene O. Walton, provavelmente originada de uma divisão da Igreja Cluterita, com apenas 25 membros atualmente, sede em Independence, Missouri.

A Igreja de Jesus Cristo fundada por Forrest Toney em 1980, também com sede em Independence, Missouri.

A Igreja Restaurada Independente dos Santos dos Últimos Dias, fundada em 1980 por vários dissidentes da Comunidade de Cristo, e que se reuniu a várias outras dissidências, formando a Conferência Unida dos Ramos da Restauração, em 2005 Website: http://www.conferenceofbrances.org

A Igreja de Jesus Cristo Restaurada em 1830, fundada na década de 80 por Nolan W. Glauner, oriunda também da Comunidade de Cristo, e que considera Wallace B. Smith como um "profeta caído" da Comunidade, por ter permitido o sacerdócio feminino e por ter escolhido construir o Templo de Independence em oposição à cidade de Sião. Tem congregações no Missouri e na África, e sua sede está em Tarkio, Missouri.

O Ministério Leão de Deus, fundado por David B. Clark em 1985, com sede em Oak Grove, Missouri. Website: http://www.lionofgod.com

A Igreja Restaurada de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fundada por vários dissidentes da Comunidade de Cristo em 1989, também com sede em Independence, Missouri. Website: http://www.restorationchurch.net

A Igreja Remanescente de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fundada em 2000 por Frederick Niels Larsen, descendente de Frederick Madison Smith, neto de Joseph Smith Jr. A grande razão da dissidência foi o fato da Comunidade de Cristo, de onde se originou, não ser mais liderada por descendentes diretos de Joseph Smith. Tem cerca de 2000 membros sediados em Independence, MO e sua webpage é http://www.theremnantchurch.com


Grupos formados depois da morte de Joseph Smith Jr. – Montanhas Rochosas

A Igreja dos Primogênitos, fundada em 1861 por Joseph Morris, que, entre outras doutrinas espúrias, acreditava na reencarnação, e esteve envolvida na revolta que ficou conhecida como Guerra Morrisita, por ter envolvido os discípulos de Morris em alguns incidentes com o governo americano em Utah.

A Igreja de Sião, fundada por William S. Godbe em 1868, também conhecidos por godbeítas, de curta existência.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos do Altíssimo, fundada por John R. Eardley em 1882, oriunda da Igreja dos Primogênitos, de Morris, e que se desarticulou totalmente em 1969.

O Movimento Fundamentalista Mórmon, fundado por Lorin c. Woolley na década de 1920, originalmente sediada em Salt Lake City, Utah, que rejeitava o fim da poligamia da Igreja Mórmon, e que mais tarde se dividiu em vários grupos, especialmente após a morte de Joseph W. Musser em 1954.

A Igreja dos Últimos Dias de Cristo, fundada por Elden Kingston em 1926, também conhecida como o Clã de Kingston ou, ainda, a Sociedade Cooperativa de Davis County, no Utah, onde está sediada até hoje com aproximadamente 2.000 membros e que admite e pratica, ao arrepio da lei americana, a poligamia.

A Ordem Aarônica, fundada por Maurice L. Glendenning em 1942, também conhecida como a Casa de Aarão. Seu website é http://www.houseofaaron.org

A Irmandade Apostólica Unida, fundada por Rulon C. Allred em 1954, também fundamentalista mórmon e defensora da poligamia, com estimativa de 5.000 a 8.000 membros, e sede em Bluffdale, Utah. Rulon C. Allred foi morto em 1977, a mando de Ervil LeBaron, sobre quem falaremos mais adiante.

A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, também fundada em 1954 por Leroy S. Johnson, e é o maior grupo mórmon fundamentalista que defende a poligamia, com aproximadamente 8.000 a 10.000 membros, e tem sede atualmente na cidade de Eldorado, Texas (até pouco tempo atrás estava em Colorado City, no Arizona).

A Igreja Unida dos Últimos Dias de Jesus Cristo, fundada por George Woolley Smith em 1954, que prega a poligamia e exclui os negros do sacerdócio, e que tem ao redor de 200 membros em Evanston, Wyoming, e Layton, Utah.

A Igreja Aperfeiçoada de Jesus Cristo dos Imaculados Santos dos Últimos Dias, fundada por William C. Conway em 1955, que alegava ser a reencarnação de Moroni e Joseph Smith, ensinava a transmutação dos metais e a abolição da menstruação, focava a pregação entre os índios americanos, e dizia que um nefita chamado Mulek havia designado Los Angeles como uma local de santo ajuntamento.


A Família Lebaron

Os LeBaron merecem esse triste destaque por constituírem uma família (in)digna dos roteiros mais sanguinários dos filmes de máfia.

A Igreja dos Primogênitos da Plenitude dos Tempos, também fundamentalista e polígama, foi fundada por Joel F. LeBaron em 1955, e se estabeleceu no norte do México, sendo que o irmão de LeBaron, Ervil, saiu da liderança da igreja em 1972 e ordenou o assassinato de Joel no mesmo ano. A liderança da Igreja passou para o irmão mais novo de ambos, Verlan LeBaron. Após a morte de Verlan, a igreja fundada por seu irmão Joel se extinguiu.

Ervil Morrel LeBaron fundou sua própria igreja em 1972, a Igreja do Cordeiro de Deus. Teve 13 esposas e ordenou muitos assassinatos, inclusive os dos seus irmãos Joel e Verlan (este último escapou, a princípio). Em 1977, mandou matar também Rulon C. Allred, fundador da Irmandade Apostólica Unida. Tudo indica que esteve envolvido, de alguma forma, no assassinato de sua filha Rebecca, que ousou criticar publicamente a família. Estima-se que, ao todo, mandou matar 25 pessoas, entre eles alguns de seus próprios filhos e esposas. As esposas geralmente assumiam a autoria intelectual dos assassinatos. Após fugas pelo México foi finalmente preso em 1979, extraditado para os EUA, e condenado à prisão perpétua em 1980. Na prisão, continuou a ordenar a morte dos seus oponentes, tendo escrito, ainda, a sua "bíblia" de 400 páginas, "O Livro dos Novos Convênios", em que estabelece o mandamento de matar os membros da igreja que fossem desobedientes. Morreu em 16 de agosto de 1981, e, por uma dessas estranhas coincidências do destino, seu irmão e inimigo Verlan morreu dois dias depois, num acidente de carro na Cidade do México. Atualmente, a filha de Ervil, Jacqueline Tarsa LeBaron, é procurada pelo FBI. Não se tem notícias sobre a atuação da Igreja que Ervil fundou, mas suspeita-se que continua sendo operada pela tristemente célebre família Lebaron.


"Nações Confederadas de Israel" é o nome da igreja fundada por Alex Joseph em 1977, que tem aproximadamente 400 membros nos EUA. Não é propriamente uma igreja, no sentido estrito da palavra, mas se trata de uma organização híbrida político-religiosa, dirigida pelo Conselho dos 50, que não precisam pertencer à igreja, podendo inclusive ser de outras igrejas ou mesmo ateus. Cerca de ¼ dos seus membros praticam a poligamia.

A Igreja de Jesus Cristo Bullaíta foi fundada em 1983 por Art Bulla, que alega ser o Poderoso e Forte profetizado por Joseph Smith, Jr em "Doutrinas e Convênios". Não se sabe exatamente o tamanho da igreja, mas atualmente está sediada em Salt Lake City.

A Restauração da Igreja de Jesus Cristo é a versão GLS do movimento mórmon. Foi fundada em 1985 por Antonio A. Feliz, e tem aproximadamente 500 membros em Utah e na Califórnia, a maioria pertencente ao movimento gay. Sua wepage é http://home.netcom.com/~utahdude/rcjc/rcjc.html

A Igreja Viva e Verdadeira de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi fundada em 1994 por James D. Harmston, e faz parte do movimento fundamentalista mórmon, ou seja, admite a poligamia. Está sediada em Manti, Utah, e tem atualmente de 500 a 750 membros.


Outros Grupos - formados depois da morte de Joseph Smith Jr. - em outros locais

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Gibsonita, foi organizada em 1861 por Walter M. Gibson, e se estabeleceu em Lanai, no Havaí, mas não durou muito.

No mesmo ano, George J. Adams fundou a Igreja do Messias em Indian River, no Maine, e levou seus seguidores para tentar estabelecer uma colônia americana perto de Jaffa, na Palestina. Adams havia sido próximo a Joseph Smith Jr., mas caiu em desgraça após a morte deste, pelo que aderiu à Igreja Strangita, tendo inclusive coroado James J. Strang, em 1850, com uma coroa de metal, proclamando-o "rei de Israel", pelo que Strang retribuiu nomeando-o "primeiro ministro" ou "vice-rei". Pouco tempo depois foi expulso da Igreja Strangita, acusado de apropriação indébita, adultério, apostasia e embriaguez. Após fundar a Igreja do Messias, alegou que os membros deveriam ir à Palestina para preparar o retorno dos judeus, a fim de apressar a segunda vinda de Cristo. Ao todo, 156 membros navegaram de Boston a Jaffa, e lá chegaram em 22 de setembro de 1866. Ali se estabeleceram numa praia deserta nas proximidades. Em 30 dias, 6 crianças e 3 adultos tinham morrido de causas naturais. Em dezembro de 1867, o dinheiro e os recursos materiais acabaram, e Adams se entregou à bebida. O governo americano auxiliou muitos membros a voltar aos EUA, sendo que, ao que parece, 20 membros ficaram ali para sempre, dos quais não se teve notícia. O retorno dos membros à América teve, pelo menos, um legado interessante à humanidade: o escritor Mark Twain era passageiro num dos navios que os levaram de volta, e, conhecendo a sua história, escreveu o livro "The Innocents Abroad", publicado em 1869.

A Igreja do Último Dia de Cristo, o Cordeiro é um grupo pequeno de mórmons fundamentalistas, que ainda se reúne no Estado de Indiana, mas não se tem uma noção clara de sua origem e história subseqüente.

A Santa Igreja de Jesus Cristo foi fundada por Alexandre R. Caffiaux em 1964, oriunda dos strangitas, e tem congregações na França e no Novo México.

A Igreja Pentecostal de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias foi fundada em 1994, por Michael Bethel, com membros originários de várias outras seitas mórmons, tendo em comum o pentecostalismo. Aceitam o Livro de Mórmon e a Bíblia, mas rejeitam as "Doutrinas e Convênios".

A divisão conhecida mais recente dos mórmons é a Igreja do Último Dia de Jesus Cristo, fundada em 27 de maio de 2007 por Matthew P. Gill, em Derbyshire, na Inglaterra. Adicionou o Livro de Jeraneck às escrituras mórmons. Tem um blog na Internet: http://www.thelatterdaychurchofchrist.blogspot.com

Fonte (com várias referências): http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_denominations_in_the_Latter_Day_Saint_movement

Mais artigos :

» Por que Deus se fez homem?

Segue-se que é impossível negar que Cristo é integralmente homem e plenamente Deus diante da evidência apresentada nas escrituras. A esse fato a Teologia Reformada denomina “União Hipostática”. União Hipostática é a expressão que...

» São João Crisóstomo e o batismo pelos mortos

São João Crisóstomo (347 – 407) viveu a maior parte da sua vida no século IV e estava, portanto, ainda muito perto das fontes originais do cristianismo, e conhecia de maneira muito próxima e confiável o que os apóstolos haviam ensinados aos...

» As confiáveis testemunhas do Livro de Mórmon

No forum Atos, tenho debatido com alguém que se identifica como Mórmon, e insiste em garantir a veracidade das 3 testemunhas principais e das 8 testemunhas adicionais que atestam a autenticidade do Livro de Mórmon, tal como recebido por Joseph...

Comentários  

 
0 #12 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasFrancisco Ribeiro 21-06-2014 12:23
O que se pode ver nestas divisões é a vontade de tomar o poder de liderança da Igreja, Yang fez o que devia ter sido feito, a Igreja tem hoje o poder absoluto do sacerdócio real de Deus, e pode em seu nome agir entre os homens e isso tem sido feito de uma forma mestral.
Citar
 
 
-1 #11 não é precizomikaele 21-03-2014 01:32
temos tantos problemas perante a sociedade para atacarmos qual que que seja a religião,.devemos nós preocupar com o agora com as crianças com o futuro da nação,para que brigarmos por religião tal se podemos nos ajudar.Já vi anjos da noite ajudando muita gente ,mãos que ajuda,pastoral da criança.E o mesmo que querer jogar pedra em teto de vidro quando nos catolicos ou não tb temos dar informação tudo bem mas sem atacarmos.isso é feio mesmo sendo que eu axo da mesma religião que a sua antes de criticar estudo bem mas que alguns sait .
Citar
 
 
0 #10 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasGustavo 08-10-2013 16:06
Olá, Jefferson!

Obrigado pela contribuição. Na verdade, a questão que você propõe se torna subjetiva quando nós perguntamos quem é que recebe tal revelação e quem é capaz de julgar qual revelação é ou não verdadeira diante de algum conflito. Afinal, Sidney Rigdon não poderia alegar que recebeu uma revelação de parte de Jesus de que ele mesmo foi escolhido como sucessor de Joseph Smith?
E com tal subjetividade, não dá para se escolher um entre as várias ramificações. Por outro lado, no caso das denominações protestantes, o critério é a doutrina comparada com as Escrituras, o que qualquer pessoa pode julgar.

Abraços.
Citar
 
 
+1 #9 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasJefferson Dornelles 08-10-2013 07:29
Meus caros amigos, Tenho profundo respeito por cada um de vós e não os critico por seus comentários a respeito da igreja de Jesus Cristo dos Santos Dos Últimos Dias, mas cabe a mim que sou membro e que realmente conhece a igreja instruí-los quanto a um ponto a respeito da sucessão de Brigham Young.

Embora pela regra Sidney Rigdon fosse o sucessor de Joseph Smith a igreja de Jesus Cristo é Uma Igreja de Revelação onde a regra quem faz é o Senhor e portanto não são os homens quem determinam o sucessor. Quando um homem é chamado como profeta é chamado por revelação e não pela regra contida em algum manual.
Citar
 
 
+3 #8 Nada a ver uma com a outraInes 24-01-2013 22:31
Nao acredito que a seita de Edir Macedo Bezerra e seus outros membros,conside rados falsos profetas,os quais enganam,condici onam e fazem verdairas lavagens cerabrais com as pobres pessoas.Tenham se quer algo parecido com os Mormons.Edir Macedo Bezrra,criou esta seita no Brasil e se espalhou,princi palmente nos paìses pobres,onde estas pessoas,sao enganadas e ainda devem pagar.Ele nao fala de Deus!Ele é contra este Deus!E tenho a convinçao de que,esteja por tràs de atos terroristicos,p rostituiçao,dro gas etc.Suficiente é documentar-se sobre esta seita brasileira.Eles nao ajudam quem necessita de ajuda.Eles ajudam o poder,os politicos etc.Sao delinquentes!!
Citar
 
 
0 #7 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasGustavo 26-09-2012 22:28
Gostaria de lembrar nossos visitantes mórmons, que vêm aqui comentar o texto, que a intenção é exatamente demonstrar como o argumento usado por mórmons pode muito bem ser usado contra os mórmons.

Vamos lembrar a todos os visitantes mórmons, que o texto que estamos respondendo aqui diz que os protestantes são "protestantes da única Igreja, que é a Católica" e que "Se vocês afirmam que a Igreja nunca deixou de existir ela sem dúvida é a Igreja católica, não importa no que ela se tornou, cabe ao Senhor restaurá-la e não vocês formarem facções dissidentes, isso jamais seria a maneira do Senhor". Isto significa que as divisões da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias ainda são mórmons e ainda se apresentam como divisões desta igreja...

Portanto, quando vocês quiserem elaborar algum argumento, pelo menos tomem cuidado para ele não acabar atacando vocês mesmos.

Abraços.
Citar
 
 
0 #6 Sola ScripturaPr. Hadriel de Queir 26-09-2012 11:32
O julgamento final a Deus pertence.
"Quem muito julga os outros não tem tempo para ama-los" - Madre Teresa( João-13:35).
" Que ninguém creia que o erro doutrinário seja um mal de pouca importância. Nenhum caminho para a perdição jamais se encheu de tanta gente como o da falsa doutrina" - Charles Hodge ( Mateus - 22:29).
Citar
 
 
+3 #5 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasMárcio Antônio 09-09-2012 23:32
Não houve divisão das Igrejas LDS e sim formação de grupos distintos, mas a verdadeira Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias permanece unida a despeito das mudanças dos tempos, muitos profetas já passaram por ela testemunhando a mesma união. Alguns grupos que se dizem "mórmons" ou são pequenas comunidades isoladas ou as que andam de mãos dadas com o crime a constituição americana. Portanto não há como comprovar este fenômeno de desunião. Não baseie seus argumento no preconceito.
Citar
 
 
+2 #4 Desunião???Antero 03-04-2012 21:25
Depos de ler este artigo sobre pseudo igrejas, chego a conclusão que não ha qualquer relação com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Último Dias, e que o facto de se terem dissolvido, tal como centenas de outras, prova que essa é a verdadeira, que Joseph Smith foi de facto um Profeta e que o Livro de Mormom é verdadeiro. Nimguém o pode negar.
Citar
 
 
-1 #3 RE: (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos DiasGustavo 30-08-2011 10:29
Caro Fábio,

Se você verificar em nosso site, nós também criticamos o mesmo que você está criticando. Agora, extintas ou não (as maiores sub-divisões ainda existem), elas conseguem provar que o argumento mórmon usado pelo texto em questão falha em analisar a própria situação da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Portanto, que os mórmons procurem um argumento melhor.

Abraços.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Google+

Cristianismo em ação

Contraponto

Login

Verso do dia

Doações

Donate using PayPal
Amount:

Publicidade

Este site segue a licença Creative Commons - não comercial - livre cópia, distribuição e citação sem alterações no texto. Caso você goste de nossos textos, inclusive de autoria de terceiros, tenha a bondade e a gentileza de indicar a fonte tanto deste site como aquelas em que nos baseamos (inclusive traduzindo-as) e tivemos a delicadeza de indicar aqui (com os respectivos LINKS).

Creative Commons License

You are here: Apologética (Des)União na Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos Dias