• Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.

    Mateus 5:44,45

  • Disse-lhes ele: Por causa da vossa pouca fé; pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele há de passar; e nada vos será impossível

    .

    Mateus 17:20

  • Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre?

    Lucas 15:4

  • Então ele te dará chuva para a tua semente, com que semeares a terra, e trigo como produto da terra, o qual será pingue e abundante. Naquele dia o teu gado pastará em largos pastos.

    Isaías 30:23

  • As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem;

    João 10:27

prev next

Bem vindos!!

Sejam bem-vindos ao novo site e-cristianismo!! Nosso site foi recentemente invadido, então estamos trabalhando para recuperar o conteúdo. Esperamos terminar esta tarefa em breve.

Verso do dia

Os apóstolos casados

Escrito por  Eusébio de Cesareia
A cura da sogra de Pedro

História Eclesiástica - Eusébio de Cesaréia

Livro III - CAPITULO XXX

OS APÓSTOLOS QUE VIVERAM NO MATRIMÔNIO.

1. Clemente, contudo, cujas palavras acabamos de ler, enumera, na continuação do que foi dito, os apóstolos que foram casados, por causa dos que condenam as núpcias. "Por acaso eles reprovam também os apóstolos? Efetivamente, Pedro (Marcos 1:30; 1 Coríntios 9:5) e também Felipe tiveram filhos. Filipe até deu as filhas em casamento. Igualmente Paulo não hesita em certa carta em saudar sua companheira (Filipenses 4:3) que ele não levara consigo (1 Coríntios 9:5,12), para o bem de seu ministério.

2. Uma vez que relembramos estes fatos, apraz-nos referir um episódio memorável, proveniente do mesmo autor. Ele o explana no sétimo dos Stromata, da seguinte forma: "Diz-se que o bem-aventurado Pedro, ao ver a esposa conduzida à morte, regozijou-se por causa da graça da vocação e do retorno à própria casa. Encorajava-a e consolava-a; chamava-a pelo nome e dizia-lhe: "Fulana, lembra-te do Senhor!". Assim era o casamento dos bem-aventurados e as disposições perfeitas daqueles que mais se amava." Essa narrativa corresponde a meu plano atual, por isso inseri-a no lugar adequado.

História Eclesiástica"História Eclesiástica", Eusébio de Cesaréia, Ed. Paulus, 2000, pág. 154.

Ler 4996 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Últimos artigos

Assuntos principais

Últimos comentários