Imprimir esta página

Jan Hus - A Santa Ceia

Escrito por  Jan Hus
Jan Hus

Há quatro mistérios mais profundos, mais secretos e mais altos de nossa fé, a saber: a da Santa Trindade; a da Soberania de Deus e da Predestinação; da Encarnação do Verbo e do venerável sacramento do Corpo e Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo... O mistério do sacramento do altar não se trata de mera disposição de umas meras pessoas, mas também de sua compreensão e não pode ser completamente entendido... o prazer espiritual deve preceder o sacramental sempre como o mais útil, ao qual todas as pessoas são impedidas de perder a vida eterna.

I. Porque Cristo instituiu este sacramento? Para sua memória, para a memória de seu sofrimento, sua vida, suas obras e favor, sua ressurreição e ascenção. Esta elevação da terra à cruz, da morte para a vida, do mundo para o céu deve existir na mente do sacerdote, quando ele levantar o venerável sacramento do corpo de Cristo.

II. O que se ensina neste sacramento? Aqui digo que tudo o que Cristo ensinou de si dos Apóstolos e através deles e de outros santos doutores, e o que sua sagrada Igreja romana aprova sobre o assunto, o que é consistente para se crer. E acreditar nisto foi suficiente para muitos santos em geral e é suficiente para os iletrados e simples... que na força do Poder e Instituição de Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro Homem, através do serviço do sacerdote no venerável sacramento, está sua verdadeira carne... O sacerdote inaugura, isto é, faz através do Poder da Palavra sacramental em forma de serviço, que sobre a forma de pão está o verdadeiro corpo de Cristo e igualmente sobre a forma de vinho está o verdadeiro sangue de Cristo. E ele por fazer isto transubstancia (converte) o pão em sua carne, o vinho em seu sangue; ... ele nunca pregou que permanece a substância do pão material em um sacramento do altar, com o qual os inimigos da verdade o acusariam de forma mentirosa... O rato (se se encontrasse com ele, que ele o sacramentento tomasse e comesse) pode mover apenas a espécie (aparência) do pão, pois ele toma o sacramento não como sacramental, não como sacramento.

III. Qual é a causa última? Estar em Cristo e Ele em si estar; não morrer na Eternidade; ter a vida eterna.

Eu não sei mais o que dizer, quando o Evangelho e as cartas de Paulo falam diretamente sobre a administração da Santa Ceia em ambas formas, e que isto foi mantido na primeira Igreja... Do que foi dito fica claro então que os fiéis laicos estão permitidos e é bom que tomem também o sangue de Cristo sobre a forma de vinho... Assim como o sacerdote não sem fundamento toma ambas as formas, os laicos devotos podem tomar também de forma permitida, onde ambos os lados possuem a mesma fundamentação.

Ler 1894 vezes
Avalie este item
(0 votos)